Ansiedade toma conta do Palmeiras

Os jogadores do Palmeiras esperam com ansiedade o confronto de sábado contra o Botafogo, em Caio Martins. Para eles, será a partida onde irão se encontrar o melhor ataque e a melhor defesa da Série B do Campeonato Brasileiro. ?Até o outro quadrangular eu estava bem tranquilo, mas agora admito que estou ansioso para decidir e acabar com tudo isso logo", disse o meia Diego Souza. O jogador considera interessante o duelo que deverá ter ao lado de Vágner e Edmilson, contra a defesa botafoguense. ?Eles são mais experientes", observa o jogador. Outro que está particularmente ansioso pela partida é Edmilson, que não participou do confronto da primeira fase porque estava no time B do Palmeiras. "Mas acho que isso não será problema", diz o jogador, confiante. Apesar de estar próximo de Vágner Love, que é vice-artilheiro da Série B, o jogador não pensa em disputar a artilharia. "Penso em subir o Palmeiras", diz o jogador, que no entanto admitiu que seria interessante se pudesse fazer uma dobradinha com Vágner como artilheiro e ele como vice, como ocorreu este ano no Campeonato Paulista Sub-20. Apesar de afirmarem que não terão problemas em jogar no Estádio Caio Martins, em Niterói, os jogadores do Palmeiras foram unânimes em dizer que prefeririam atuar no Maracanã. "Esse é um jogo que muita gente gostaria de assistir, e acho que as duas torcidas queriam lotar o Maracanã?, opinou o volante Magrão. Mesmo jogando em um campo menor, o jogador não acredita que deverá ter mais dificuldade. Edmilson foi outro que lamentou não poder atuar no principal estádio brasileiro. No treino da tarde desta terça-feira, o técnico Jair Picerni não pôde contar com a presença do meia Pedrinho. O jogador passou o período fazendo reforço muscular na região do joelho direito, onde sofreu uma tendinite. Picerni, apesar de estar contente com o retorno do jogador, que marcou um gol de falta na partida contra o Santa Cruz, deixou claro que o meia só deve voltar ao time titular quando tiver condições de participar de todas as atividades com o restante do grupo. Nesta terça-feira, mais uma vez, os jogadores tentaram aprimorar a jogada de ataque, principalmente as jogadas de linha de fundo. O grupo também continuou os trabalhos organizados pelos preparadores físicos Walmir Cruz e Irineu Loturco, em piso duro. O objetivo é que os jogadores não percam potencia muscular na fase final da Série B do Brasileiro. Perguntado se preferiam enfrentar o Sport, com quem já estão mais familiarizados, ao Botafogo, os jogadores foram unânimes. "Não podemos escolher adversários", disse o jogador Edmilson. Para ele, fosse o Botafogo, o Sport, ou o Marília, o primeiro adversário do Palmeiras na etapa que irá definir os dois times promovidos para a primeira divisão do Campeonato Brasileiro, a dificuldade seria a mesma. Diego Souza concorda e diz que para superar essa fase, não dá para escolher adversários. ?É preciso superar todos os obstáculos não importando a ordem na qual eles apareçam.? Ingressos - O Palmeiras informou que a diretoria do Botafogo colocou à disposição do clube apenas mil dos 12 mil ingressos. As vendas serão exclusivamente nas bilheterias do Palestra Itália, da 10 às 17 horas a partir desta quarta-feira. Preço: R$ 14,00.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.