Ansioso, Elano festeja volta ao Pacaembu em reestreia

Após ficar fora da primeira partida do Santos no Campeonato Paulista, o meia Elano fará a sua reestreia com a camisa do clube nesta quarta-feira, quando o time enfrentará o Mirassol, às 19h30, no Pacaembu. O palco do duelo foi lembrado nesta terça com saudosismo pelo jogador, que atuou cinco vezes no tradicional estádio paulistano e nas cinco saiu de campo como vencedor.

AE, Agência Estado

18 de janeiro de 2011 | 16h14

"É sempre bom jogar no Pacaembu, é uma casa maravilhosa. A melhor lembrança que eu tenho (do estádio) é o 4 a 2 contra o Corinthians (pela primeira fase do Brasileirão de 2002). O Alberto fez um gol de bicicleta. Mas acho que a melhor lembrança vai ser amanhã (quarta). Retornar, poder fazer o melhor e dar sequência nestes três anos (de contrato), espero que de muito sucesso novamente", ressaltou Elano, que festeja o reencontro com a torcida do Santos depois de suas passagens por Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, Manchester City, da Inglaterra, e Galatasaray, da Turquia.

"Não tem como você não estar ansioso para isso acontecer novamente depois de seis anos e meio fora. Acho que aprendi muita coisa. Tenho uma experiência, com certeza, por tudo que vivi. Mas a ansiedade existe sim. Só que na hora que você entra em campo isso acaba. Não vejo a hora de chegar o horário do jogo para que eu possa jogar novamente pelo Santos", reforçou o meio-campista, que marcou cinco gols nos cinco jogos que disputou no Pacaembu.

Principal atração do jogo desta quarta-feira, Elano aposta que a sua presença em campo deverá atrair um grande público ao Pacaembu diante do Mirassol. "O Santos sempre teve uma força muito grande jogando dentro da Vila Belmiro, mas sempre que a gente sai e joga no Pacaembu a torcida comparece. Trinta, 35 mil pessoas (torcedores) e isso dá uma força muito grande. A gente só tem a agradecer e agora cabe a nós dentro de campo fazermos aquilo que estamos trabalhando para que as vitórias venham e fique melhor ainda", enfatizou o meia, que ganhou dois títulos brasileiros (em 2002 e 2004) em sua primeira passagem pelo time santista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.