Ante Avaí, Flamengo quer vencer com gols de atacantes

A ineficiência ofensiva do Flamengo está mais do que documentada. Sem marcar a dois jogos, o time espera que a sequência termine neste sábado, quando o clube rubro-negro enfrenta o Avaí, às 18h30, no Maracanã, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, em busca de seus primeiros pontos. Quem sabe a presença cada vez mais frequente de Adriano na Gávea possa inspirar os jogadores, principalmente os atacantes.

LEONARDO MAIA, Agencia Estado

16 de maio de 2009 | 08h54

O vice-presidente Kléber Leite e os médicos do clube também foram importantes na mudança de ideia de Cuca sobre poupar titulares contra os catarinenses. Apesar do confronto no meio de semana contra o Internacional, pelas quartas de final da Copa do Brasil, o técnico está inclinado a escalar sua força máxima logo mais.

Os jogadores tiveram suas condições físicas avaliadas e foram liberados para atuar. As únicas baixas serão o atacante Emerson, com uma torção no joelho esquerdo, e o zagueiro Welinton, com dores no tornozelo direito. No ataque entra Josiel, enquanto Toró permanece no time na vaga de Welinton, atuando como volante, com Willians recuado para a zaga.

Os jogadores prometem concentração total no adversário deste sábado e garantem que só vão voltar suas forças para o Internacional depois que o jogo se encerrar.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.