Antes da decisão paulista, Elano lidera reservas do Santos na Copa do Brasil

Embora a Copa do Brasil e o Campeonato Paulista sejam torneios distintos, o meia Elano afirma que estão eles estão interligados de certa forma. Para o jogador de 34 anos, a classificação na partida desta quinta-feira, no jogo de volta contra o Santos do Amapá, será fundamental para o time conseguir confiança para a decisão do Paulistão, domingo, contra o Audax. "É um jogo muito importante porque antecede a final. Ele traz confiança para todos. Precisamos encarar com seriedade e conseguir a classificação", diz o santista.

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2016 | 16h34

No jogo de ida, empate por 1 a 1. Com isso, o time paulista se classifica com vitória simples ou igualdade por 0 a 0. Empate por dois ou mais gols classifica o time do Amapá. Elano será o destaque da equipe santista, que terá apenas os reservas.

De acordo com o meia, suas funções ainda não estão definidas. Ele deverá atuar ao lado de Rafael Longuine na armação de jogadas. "Independentemente da função, jogando um pouco atrás, armando, ou mais à frente, perto dos atacantes, quero contribuir. Estou preparado para fazer as duas funções", afirmou o meia, que defendeu o Santos entre 2001 e 2005 e retornou em 2011, quando foi bicampeão Paulista e da Libertadores.

Elano deverá fazer sua primeira partida como titular desde que iniciou sua quarta passagem pelo Santos no início deste ano após uma passagem de quatro meses pelo indiano Chennaiyin. Embora tenha orientado bastante os companheiros nos últimos jogos, do banco de reservas, Elano ainda não pensa em ser treinador. "Eu quero jogar. Ainda não pensei o que vou fazer depois", disse o meia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.