Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Antes da estreia, Renato evita falar do Real e diz que Grêmio 'veio para ganhar'

Treinador minimiza ausência de Arthur, que se lesionou antes da competição

Estadão Conteúdo

11 de dezembro de 2017 | 12h30

Na véspera da estreia do Grêmio no Mundial de Clubes, o técnico Renato Gaúcho se recusou a comentar um eventual confronto com o Real Madrid, favorito ao título e potencial adversário do clube gaúcho na final da competição realizada nos Emirados Árabes Unidos. Nesta segunda-feira, o treinador destacou que o seu foco está no Pachuca, o rival desta terça, às 15 horas (de Brasília), em Al Ain.

+ Renato fecha treino do Grêmio e jogadores analisam adversário da estreia

+ Real Madrid viaja para o Mundial de Clubes sem baixas no elenco

"Não adianta ficar falando de Real Madrid, até porque ninguém sabe se eles estarão na final. Nós estamos preparados para fazer esta semifinal. A partir do momento que acabar este jogo, veremos o que aconteceu", afirmou o treinador gremista.

O Pachuca se classificou às semifinais do Mundial de Clubes ao superar o Wydad Casablanca por 1 a 0, em partida disputada no último sábado e definida apenas na prorrogação. O confronto teve baixo nível técnico, mas Renato garante que o time mexicano pode impor dificuldades ao Grêmio, garantindo que não se iludirá com a atuação ruim do oponente.

"Precisamos analisar o adversário não apenas por 90 minutos. Sabemos que é o jogo da vida deles, mas vai ser o das nossas vidas também", disse, garantindo que o Grêmio entrará em campo atento para não ser surpreendido. "O Pachuca é um osso duro, carne de pescoço", acrescentou.

Apesar dos elogios ao rival mexicano, Renato destacou que o Grêmio pensa alto e está nos Emirados Árabes confiante na conquista do título mundial. "O Grêmio pensou grande o ano todo, veio para ganhar, com todo respeito ao adversário", afirmou.

O Grêmio não poderá contar no Mundial com o volante Arthur, um dos destaques do time na vitoriosa campanha na Copa Libertadores e que se lesionou na partida decisiva contra o Lanús. Renato fez elogios ao jogador, mas garantiu que a sua ausência será bem suprida, citando Michel, o favorito para ficar com a vaga de titular, e também o experiente Maicon. "O Arthur tem uma qualidade muito grande na saída da bola, mas o Grêmio nunca dependeu de um jogador só", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.