Antes das mudanças, Vasco encara Santos

Além de enfrentar o Santos neste domingo, às 18 horas, no Estádio São Januário, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, o elenco do Vasco convive com a indefinição sobre a renovação de contrato e a lista de dispensa, situação peculiar nesse fim de temporada. O técnico Mauro Galvão nem sequer sabe se comandará a equipe no próximo ano.Apesar de seu trabalho ter sido elogiado pelo presidente Eurico Miranda, a tendência é que ele seja demitido. Para o seu lugar estão cotados Carlos Alberto Torres e Abel Braga. Este é visto com bons olhos pela diretoria do Vasco, já que conquistou o título do Campeonato Estadual de 2003 e só deixou o clube porque havia recebido uma excelente proposta do futebol francês.Nem o atual ídolo do clube, Edmundo, está garantido. Para continuar no Vasco, o atacante exige o pagamento dos salários atrasados e também das dívidas que o clube lhe deve. No entanto, Eurico não acredita na saída do atacante. "As chances de ele continuar são grandes. Não vejo motivos para ele sair."Para a partida, o meia Beto mais uma vez não vai jogar. O jogador disse estar com dores musculares e nem sequer treinou durante a semana. O médico Alexandre Campello, por sua vez, afirmou que o atleta não tem qualquer tipo de contusão. A diretoria do clube informou que Beto não faz parte dos planos do time para a próxima temporada e deve ser negociado.Diante de tantas incertezas, o zagueiro Henrique anunciou que fará neste domingo seu último jogo pelo Vasco. Titular da equipe na competição, o atleta está negociando a transferência do seu passe para o Anderletch, da Bélgica. Além dele, o zagueiro Alex também está de saída.Temporada improdutiva para uns, especiais para outros. É o caso do volante Ygor, do meia Morais e do zagueiro Wescley.Promovidos dos juniores para os profissionais este ano, os três promissores atletas se destacaram e conquistaram a confiança do técnico Mauro Galvão e da torcida vascaína. "Este ano foi muito bom para mim. Me firmei na equipe e espero continuar sendo titular na próxima temporada", disse Morais.Durante a semana, Mauro Galvão priorizou a marcação no setor de meio-campo. O treinador disse que o meia Diego receberá marcação especial, provavelmente do volante Ygor, especialista no desarme. Serve como alento o fato de o atacante Robinho não poder atuar por cumprir suspensão. O treinador não quer ver o time desmotivado. "Vencer o Santos, uma grande equipe, com excelentes jogadores, sempre é bom. Temos que terminar a temporada bem, a torcida cobra isso."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.