Antes de eleição, Confederação Africana processa dirigente por críticas a Hayatou

Dirigentes foram chamados de 'covardes'

Estadao Conteudo

15 de março de 2017 | 10h30

A Confederação Africana de Futebol (CAF) abriu uma ação disciplinar contra o presidente da Associação de Futebol do Zimbábue, Phillip Chiyangwa, crítico de Issa Hayatou, que teria se referido aos executivos da entidade continental como "covardes" por não se voltarem contra o veterano dirigente.

Recém-chegado à política do futebol africano, Chiyangwa descreveu-se como o líder da campanha do presidente da Associação de Futebol do Madagáscar, Ahmad, que disputará nesta quinta-feira a eleição para o comando da CAF contra Hayatou.

A CAF tomou a decisão de processar o presidente da Associação de Futebol do Zimbábue na reunião do seu comitê executivo em Addis Ababa, nesta terça-feira, dois dias antes da eleição. Hayatou, de 70 anos, está buscando seu oitavo mandato no cargo, o que ampliaria o seu reinado para 29 anos.

As recentes ações e declarações de Chiyangwa parecem "atacar a honra da CAF, do seu presidente e dos membros do comitê executivo", disse a confederação.

Chiyangwa disse à agência de notícias The Associated Press, nesta quarta-feira, que ainda não havia recebido as acusações formuladas contra ele ou informações sobre uma possível audiência.

"Deixe-me dizer que (as acusações) morrerão no congresso eleitoral amanhã (quinta-feira)", disse Chiyangwa. "Eles estão atrás de mim, mas eu estou atrás deles na urna. Esse é a decisão e depois das eleições amanhã vou dormir bem e eles estarão infelizes". O dirigente acrescentou que seu "crime" é "estar de pé diante do imperador".

Em uma entrevista para uma estação de rádio nigeriana que deve fazer parte da ação disciplinar contra Chiyangwa. Ele foi citado como referindo-se a Hayatou como "nosso velho homem que não escuta ninguém".

Os 54 países-membros da CAF votarão na eleição presidencial desta quinta-feira, quando haverá também eleições para os outros seis lugares da África no Conselho da Fifa.

Tudo o que sabemos sobre:
futebol Internacionalfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.