Giovanni Isolino/AFP
Giovanni Isolino/AFP

Antes de 'final', líder Juventus empata e vê Napoli ganhar e diminuir vantagem

Juve vai enfrentar rival direto na briga pelo título neste domingo, em casa, com quatro pontos de vantagem

Estadão Conteúdo

18 de abril de 2018 | 18h26

A única das cinco maiores ligas nacionais da Europa que mostra uma briga direta pelo título nesta temporada voltou a ganhar emoção na reta final. Nesta quarta-feira, pela 33.ª rodada do Campeonato Italiano, a líder Juventus tropeçou ao empatar com o Crotone por 1 a 1, fora de casa, e viu o Napoli diminuir a vantagem para quatro pontos (85 a 81) com a vitória de virada sobre a Udinese por 4 a 2, em Nápoles. Isso antes da "final antecipada" que os dois rivais farão neste domingo, em Turim.

+ TEMPO REAl - Crotone 1 x 1 Juventus

+ Mbappé marca dois e PSG vai à final da Copa da França com vitória sobre Caen

Juventus e Napoli travarão um confronto direto no Juventus Stadium que promete pegar fogo neste final de semana. A cinco rodadas para o final da temporada, será a chance dos napolitanos seguirem vivos na luta pelo título que não ganha desde os tempos de Diego Maradona. No primeiro turno, em Nápoles, o time de Turim venceu por 1 a 0.

Nesta quarta-feira, mesmo jogando fora de casa, a Juventus saiu na frente logo aos 15 minutos com um gol todo brasileiro. O atacante Douglas Costa cruzou da esquerda e o lateral-esquerdo Alex Sandro, na primeira trave, cabeceou para marcar. O que a líder do campeonato não esperava era uma reação do Crotone, que luta contra o rebaixamento - abre a zona da degola, em 18.º lugar, com 28 pontos. A equipe anfitriã não se abateu, criou chances e foi premiada com o gol de bicicleta de Simy, aos 20 da segunda etapa.

Já em Nápoles, o Napoli sofreu para derrotar a Udinese. No primeiro tempo, o time de Údine abriu o placar aos 41 minutos, com Jankto, e os mandantes empataram ainda antes do intervalo, aos 47, com Insigne. Na segunda etapa, nova vantagem para os visitantes com Ingelsson, aos 10, mas aí os napolitanos mostraram mais força e conseguiram a suada virada com os gols de Albiol, aos 19, Milik, aos 25, e Tonelli, aos 30.

Em outro duelo dos mais emocionantes nesta quarta-feira, a Lazio voltou aos G4 - grupo dos classificados à Liga dos Campeões da Europa - ao vencer a Fiorentina por 4 a 3, em Florença. Em apenas 15 minutos de jogo, duas expulsões (uma para cada lado). Ainda no primeiro tempo, os mandantes abriram 2 a 0 e levaram o empate. Depois do intervalo, Veretout fez o seu terceiro gol na partida e colocou novamente a Fiorentina na frente, mas a Lazio virou com gols do brasileiro Felipe Anderson e do espanhol Luis Alberto.

Assim, a Lazio chegou a 64 pontos e voltou à quarta colocação, ultrapassando a Internazionale - em quinto lugar com 63 após ter goleado o Cagliari por 4 a 0 na última terça-feira. O terceiro lugar é da Roma, que tem a mesma pontuação de sua maior rival ao vencer o Genoa por 2 a 1, no estádio Olímpico, na capital.

OUTROS JOGOS

A briga pelas sexta e sétima posições, que darão vagas na próxima edição da Liga Europa, também está embolada. O sexto neste momento é o Milan, que foi a 54 pontos ao empatar com o Torino (10.º com 47) por 1 a 1, em Turim. O time rubro-negro é perseguido por Atalanta, com 52, Sampdoria e Fiorentina, ambos com 51. A equipe de Bérgamo derrotou o lanterna Benevento por 3 a 0, fora de casa, e a de Gênova ganhou do Bologna por 1 a 0, como mandante, com um gol no último minuto do atacante colombiano Zapata.

A derrota em casa quase definiu matematicamente o rebaixamento do Benevento. Tem 14 pontos e só não voltou de vez à Série B nesta quarta-feira porque o SPAL, em 17.º com 29, empatou sem gols com o Chievo Verona, o 16.º com 31. Por fim, o Verona (19.º com 25 pontos) perdeu em seus domínios para o Sassuolo por 1 a 0 e é outro forte candidato ao descenso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.