Rafael Ribeiro/Vasco.com.br
Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

Antes de jogo decisivo, Jorginho confirma chegada de zagueiro colombiano no Vasco

Henriquez, ex-Sport, deve ser apresentado em breve pelo cruzmaltino

Estadão Conteúdo

13 Julho 2018 | 15h14

O zagueiro colombiano Henriquez, ex-Sport, ainda não foi anunciado oficialmente como novo reforço do Vasco. Mesmo assim, o técnico Jorginho confirmou nesta sexta-feira que o atleta já assinou contrato com o novo clube e será apresentado em breve. O treinador elogiou a nova contratação e também comemorou o retorno do goleiro Martin Silva.

+ Lenon confia em virada do Vasco em estreia contra o Bahia: 'Não é impossível'

+ CBF transfere jogo entre Vasco e Corinthians para manhã de domingo em Brasília

"Dentro do que encontramos, o Henríquez é um jogador de qualidade, com liderança forte e que joga dos dois lados. Já posso dizer porque ele assinou o contrato agora. Só estamos esperando entrar no BID. Tínhamos carência na posição. Foi uma contratação importante", afirmou Jorginho em entrevista coletiva no CT das Vargens.

Já Martín Silva, reserva da seleção uruguaia na Copa do Mundo da Rússia, pediu para voltar antes de completar seus dez dias de folga após a disputa do Mundial e se colocou à disposição do confronto decisivo contra o Bahia, na próxima segunda-feira, às 20 horas, em São Januário, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O time carioca precisa de uma atuação impecável, já que só se classifica se vencer por ao menos quatro gols de diferença ou, então, devolver o placar da ida e decidir nos pênaltis a vaga às quartas de final.

"Antes havia sido acordado dez dias de folga, mas ele disse que não queria, que pretende ajudar. Até porque não podemos contar com Fernando Miguel e com Jordi. Martín já trabalhou comigo, tem experiência e é um líder nato", elogiou o treinador.

Sobre o confronto em que o Vasco precisa de um milagre, Jorginho, que nem havia chegado quando o time cruzmaltino foi derrotado pelo time baiano na partida de ida por 3 a 0, ainda em maio, acredita que o adversário está pressionado pela perda da Copa do Nordeste e confia na virada, especialmente pela força da torcida, que deve comparecer em peso em São Januário.

"Se existe uma cobrança em cima do nosso time em relação ao resultado da primeira partida, a necessidade de ganhar por três ou quatro gols de diferença, existem também para o Bahia. Eles estão pressionados por terem perdido o título da Copa do Nordeste, algo que normalmente não pode acontecer. Nosso estádio vai estar praticamente lotado e a torcida vai estar presente. A pressão será grande e precisamos fazer de São Januário realmente um Caldeirão", relatou o comandante

TREINO ABERTO

O Vasco anunciou em suas redes sociais que o treinamento de domingo, véspera da partida decisiva, será aberto para a torcida em São Januário. O time aposta no apoio dos torcedores para conseguir a classificação, que seria heroica.

 

 

Mais conteúdo sobre:
futebolVascoJorginho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.