Antonov Mladen/AFP
Antonov Mladen/AFP

Antes de sorteio, Copa de 2018 tem mais de 742 mil ingressos vendidos

País-sede, a Rússia foi responsável por 53% dos ingressos

Estadão Conteúdo

28 Novembro 2017 | 15h50

A Fifa anunciou mais uma parcial da venda de ingressos para a Copa do Mundo de 2018. E, após o encerramento da primeira fase da comercialização, ocorrida nesta terça-feira, foram negociados 742.760 bilhetes para o Mundial da Rússia.

+ Confira as notícias do Mundial de 2018

A nova parcial incluiu apenas os pedidos que tiveram seu pagamento confirmado. País-sede, a Rússia foi responsável por 53% dos ingressos. Entre os 47% restantes, segundo a Fifa, destaque para Estados Unidos, Brasil, Alemanha, China, México, Israel, Argentina, Austrália e Inglaterra, completando os dez países que mais compraram bilhetes.

Norte-americanos, chineses e israelenses, aliás, não se classificaram para a Copa. Mesmo assim, surpreenderam nas vendas. "Estamos muito satisfeitos com o resultado dessa primeira fase de vendas", destacou Falk Eller, responsável pelo departamento de ingressos na Fifa.

"O resultado confirma o grande interesse na Copa do Mundo da Rússia de 2018, tanto no nível local quanto internacional", acrescentou o dirigente. "A próxima oportunidade para garantir um lugar na Copa começa em 5 de dezembro, apenas quatro dias depois do sorteio das chaves. Torcedores de todo o mundo estão aptos para comprar ingressos individuais."

O sorteio dos oito grupos da Copa ocorrerá nesta sexta-feira. Assim, nesta segunda fase que se inicia em 5 de dezembro, os torcedores poderão se inscrever para jogos específicos até 31 de janeiro. Se houver mais interessados do que entradas, haverá um sorteio aleatório entre os inscritos.

Entre 13 de março e 3 de abril, por sua vez, os bilhetes irão contemplar os torcedores por ordem de compra. As entregas terão início entre abril e maio de 2018 e a Copa começará no dia 14 de junho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.