Antes de treino, Neymar posa como fã de Ronaldinho

Antes de a seleção fazer o seu segundo e último treino em Doha visando o amistoso desta quarta-feira, contra a Argentina, às 15 horas (de Brasília), no Khalifa International Stadium, no Catar, o atacante Neymar assumiu publicamente nesta terça a sua admiração por Ronaldinho Gaúcho, também convocado por Mano Menezes para encarar os argentinos.

AE, Agência Estado

16 de novembro de 2010 | 15h54

Tímido por estar ao lado do jogador que considera o seu grande espelho no futebol mundial, o jovem jogador do Santos, de 18 anos, prestou reverência ao consagrado companheiro de seleção brasileira, que atualmente tenta retomar os melhores momentos da sua carreira.

Ao receber um pedido para entrevistar o craque do Milan, Neymar respondeu: "Primeiramente, não sei nem o que vou perguntar. Estou do lado do meu ídolo, sou fã dele, da pessoa, do futebol, de tudo que ele já fez na carreira dele. E posso dizer que sou seu fã número 1", disse Neymar, antes de ser cumprimentado por Ronaldinho.

"Lembro do primeiro gol que ele fez pela seleção. A primeira coisa que bate (de lembrança) é aquele chapéu, aquele drible", reforçou o atacante, se referindo ao gol que o então garoto Ronaldinho marcou na Copa América de 1999, na goleada de 7 a 0 sobre a Venezuela, quando ele deu um chapéu em um zagueiro, driblou outro com um toque de calcanhar e chutou para balançar as redes.

Ronaldinho, por sua vez, agradeceu as palavras de Neymar e ressaltou que tem acompanhado o futebol apresentado pelo garoto com a camisa do Santos. "Eu acho que acompanhei bem esse início de carreira não só dele, mas de toda molecada do Santos, arrebentando. É uma alegria ver o futebol arte, o futebol alegria voltando à seleção brasileira, e me sinto privilegiado de fazer parte dessa turma toda. Espero me juntar a essa turma pra dar muita alegria ao povo brasileiro", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasilRonaldinho GaúchoNeymar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.