Massimo Pinca/Reuters
Massimo Pinca/Reuters

Antes de último jogo na Juventus, Allegri fala em fechar ciclo 'em grande estilo'

A contragosto, técnico se despede da Velha Senhora enfrentando a Sampdoria neste domingo

Redação, Estadão Conteúdo

25 de maio de 2019 | 12h22

O técnico Massimiliano Allegri estará à beira do gramado no comando da Juventus pela última vez neste domingo, às 13 horas, (de Brasília) na partida derradeira do Campeonato Italiano contra a Sampdoria, em Gênova.

Um dia antes da sua última partida pelo atual campeão italiano, o treinador falou em vencer para fechar a sua passagem de maneira positiva. O grande atrativo da partida é justamente a despedida de Allegri, já que a Juventus sagrou-se octacampeã nacional com antecedência. Cristiano Ronaldo não estará em campo no último jogo da temporada.

"Amanhã vamos jogar um bom jogo para terminar em grande estilo", disse em coletiva neste sábado. "Vamos jogar contra uma equipe que fez um grande campeonato, muito por conta do trabalho do (técnico) Giampaolo", prosseguiu o técnico, que encerrará um ciclo de cinco anos na equipe de Turim.

A eliminação nas quartas de final da Liga dos Campeões, com uma derrota de virada em casa para o Ajax, aparece como o motivo principal da decisão da diretoria da Juventus de optar pela saída de Allegri, anunciada há pouco mais de uma semana.

Desde então, já se especulam nomes para substituir o vitorioso treinador no time de Turim. Segundo a imprensa italiana, Maurizio Sarri, hoje no Chelsea, da Inglaterra, é um dos favoritos para assumir o cargo. Outro italiano, Antonio Conte, atualmente sem clube e que já comandou a Velha Senhora anteriormente, e Pep Guardiola, técnico do Manchester City, também estão na lista para suceder Allegri.

Allegri, de 51 anos, deixa a Juventus com conquistas expressivas no currículo: cinco Campeonatos Italianos, quatro Copas da Itália e três Supercopas da Itália. Na Liga dos Campeões, bateu na trave em duas oportunidades: perdeu as finais de 2015, para o Barcelona, e de 2017, para o Real Madrid.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.