Ueslei Marcelino/Reuters
Ueslei Marcelino/Reuters

Antes mesmo da apresentação, Gabriel faz primeiro treino na volta ao Santos

Atacante faz exercícios de musculação na academia do CT e realiza bateria de exames para determinar sua real condição física

Estadão Conteúdo

26 Janeiro 2018 | 22h34

Anunciado como reforço do Santos na última quinta-feira, Gabriel Barbosa, o Gabigol, iniciou nesta sexta a rotina de jogador do clube. No dia seguinte ao triunfo da equipe por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, ele esteve presente ao CT Rei Pelé para realizar alguns trabalhos físicos.

+Bruno Henrique apresenta melhora de lesão, mas desfalca Santos no domingo

+Jair elogia Rodrygo e pede paciência com reestreia de Gabriel no Santos

Gabriel fez exercícios de musculação na academia do CT e também realizou uma bateria de exames, importantes para a determinação da sua real condição física. "Isocinético está bom, o peso está bom, então domingo estamos lá no Pacaembu", brincou o atacante em vídeo divulgado pelo Santos, fazendo referência ao palco do próximo compromisso da equipe no Campeonato Paulista, diante do Ituano.

O Santos ainda não trabalha com uma data para a estreia de Gabriel, que deve precisar de ao menos duas semanas para ficar à disposição do técnico Jair Ventura e retornou ao clube com um contrato de empréstimo de um ano, cedido pela Inter de Milão, após uma passagem frustrada de 17 meses pelo futebol europeu, o que incluiu também um período no Benfica. Ele será apresentado como reforço na próxima segunda-feira.

O Santos pagará à Inter de Milão 1,7 milhão de euros (aproximadamente R$ 6,6 milhões) pela negociação. Para voltar ao Brasil, Gabriel teve de aceitar uma redução substancial do salário, que terá seu pagamento dividido entre italianos e brasileiros. Ele foi vendido por 29,5 milhões de euros (R$ 109 milhões em 2016).

Formado nas categorias de base do Santos, Gabriel faturou os títulos de 2015 e 2016 do Campeonato Paulista. Na primeira passagem pela equipe profissional da Vila Belmiro, que durou de 2013, data de sua estreia, até a metade de 2016, ele marcou 57 gols em 157 partidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.