Filippo Venezia / EFE
Filippo Venezia / EFE

Antigo sonho do Flamengo, Balotelli pode deixar o Brescia de graça em janeiro

Atacante italiano tem sofrido com racismo em seu país e está afastado do clube

Redação, Estadão Conteúdo

03 de dezembro de 2019 | 10h50

Sonho do Flamengo no meio deste ano, durante a última janela de transferências internacionais, o atacante Mario Balotelli preferiu ficar em seu país natal e assinou contrato com o Brescia, clube da cidade onde nasceu, para disputar o Campeonato Italiano e ficar mais perto de uma volta à seleção nacional. Poucos meses depois, nada deu certo e agora o jogador pode sair de graça da equipe em janeiro.

O italiano tem sofrido com o racismo em seu país, está afastado pelo clube por chamado "mau comportamento" nos treinamentos e ainda em rota de colisão com o presidente Massimo Cellino, que chegou a dizer que "Balotelli estava com dificuldades para se clarear".

"Mario está triste porque não consegue jogar seu jogo. Lutar pela sobrevivência na Série A exige muito sacrifício e ele talvez tenha achado que seria muito mais simples. Em janeiro ele pode sair de graça. Neste momento, ele precisa escolher qual caminho é o melhor para ele, precisa convencer a si mesmo. Eu não quero que ele saia. Se ele sair, nós dois perdemos a aposta", afirmou Cellino, em entrevista ao programa de televisão italiano Le Ienne.

Na atual temporada, Balotelli participou de apenas seis jogos e marcou dois gols. O time amarga a lanterna do Campeonato Italiano, com apenas sete pontos conquistados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.