Antonio Carlos prega 'conversa' para resolver falta de entrosamento no Fluminense

Contratado para o Campeonato Brasileiro, o zagueiro Antonio Carlos deve fazer sua reestreia pelo Fluminense neste domingo contra o Atlético-MG, em Brasília. O jogador ocupará a vaga de Marlon, convocado para a seleção brasileira sub-20, e como pouco treinou ao lado de seu novo parceiro, Gum, disse que conversará bastante em campo para tentar resolver os problemas de entrosamento.

Estadão Conteúdo

14 de maio de 2015 | 20h29

"Claro que você orientando e recebendo orientação do seu companheiro é importante. Até porque tem coisas que você não consegue ver ou então enxerga de um outro modo, e temos que falar uns com os outros o tempo todo. Não só os zagueiros, mas como os laterais e volantes que compõe o sistema defensivo", disse.

Será a primeira partida do zagueiro com a camisa tricolor desde 2005, quando deixou o clube em que foi revelado após 93 jogos o defendendo. Ao seu lado, Antonio Carlos terá alguém com ainda mais história pelo Fluminense. Gum fará sua partida de número 267 pelo time carioca, que defende desde 2009.

"É legal isso, porque é sempre importante ter uma identificação com o clube da grandeza do Fluminense. O Gum está aqui no Fluminense há bastante tempo, tem uma história bonita e de conquistas. Isso dá uma tranquilidade grande. É bom que nós possamos fazer uma boa dupla. Sempre digo que todos no elenco estão em busca do espaço e comigo não é diferente. Mas temos que pensar jogo a jogo. Estamos felizes de treinar bem e esperamos que no jogo tudo possa sair da melhor maneira possível", apontou Antonio Carlos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseAntonio Carlos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.