Antonio Carlos quer recorde como zagueiro artilheiro

Antonio Carlos quer recorde como zagueiro artilheiro

Se marcar um gol amanhã, diante do Goiás, defensor se iguala a Júnior Baiano como o maior artilheiro da história do Brasileirão

O Estado de S. Paulo

26 de outubro de 2014 | 13h25

Antonio Carlos já foi titular absoluto do São Paulo, saiu e voltou do time, mas hoje é reserva. Na segunda-feira, diante do Goiás, vai atuar porque Rafael Toloi está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Assim, terá chance de bater um recorde histórico e se tornar o maior zagueiro artilheiro da história do Brasileirão.

Depois de 23 gols por clubes cariocas (13 no Botafogo, seis no Flamengo e quatro no Fluminense), Antonio Carlos já fez cinco pelo São Paulo. Com mais um, chega aos 29 e se iguala a Junior Baiano, outro defensor que passou pelo Morumbi.

"É uma marca difícil, expressiva para um defensor e por isso fico ainda mais feliz", disse Antonio Carlos. "Quando comecei a jogar, não tinha ambição de ser artilheiro. Mas, já que foi acontecendo, fico feliz pelo reconhecimento."

Mais do que igualar o recorde de Junior Baiano, Antonio Carlos quer aproveitar a oportunidade para mostrar ao técnico Muricy Ramalho que merece um lugar regularmente no time titular do São Paulo. "Vamos ver se consigo uma sequência, porque eu vinha jogando. Agora, estou em busca do meu espaço de novo, porque estamos bem representados lá atrás", completou o defensor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.