Reprodução/Twitter/Bragantino
Reprodução/Twitter/Bragantino

Antônio Carlos Zago é anunciado como novo treinador do Kashima Antlers

Treinador conquistou a o título do Campeonato Brasileiro da Série B pelo Bragantino

Redação, Estadão Conteúdo

02 de janeiro de 2020 | 09h44

Antônio Carlos Zago foi anunciado oficialmente, nesta quinta-feira, como novo treinador do Kashima Antlers, time japonês que tem Zico como diretor técnico.

Aos 50 anos, Antônio Carlos fez um belo trabalho no Bragantino na temporada de 2019, ao conquistar o título do Campeonato Brasileiro da Série B. Ele tinha contrato com o time de Bragança Paulista até o fim de 2021 para dirigir a equipe no Campeonato Paulista, na Série A do Brasileiro e na Copa do Brasil.

"Estou feliz em retornar ao Japão. A J-League é muito competitiva e a história que Antlers construiu é invejável. Sinto que estou de volta a um país maravilhoso, e é uma grande honra trabalhar em um clube como esse, especialmente com meu ídolo Zico. Trabalhar com ele é uma coisa especial, um desafio muito importante na minha carreira", afirmou o treinador, que tem uma reunião com a direção do Bragantino nesta sexta-feira para acertar a rescisão do contrato.

O alto valor do salário e a influência de Zico pesaram na decisão do treinador de partir para o Japão. Ele assinará um contrato de dois anos.

Antônio Carlos fez história no Bragantino ao levar o clube para a Série A do Campeonato Brasileiro, após a aquisição do Red Bull. Se não bastasse o acesso, o time de Bragança Paulista chegou ao tão sonhado título da Série B, com números surpreendentes.

Em 38 jogos, o Bragantino somou 75 pontos, com 22 vitórias, nove empates e sete derrotas. Foi o melhor ataque com 64 gols e a defesa menos vazada com 27. O Sport, segundo colocado, ficou com 68 pontos.

Zagueiro com passagem pela seleção brasileira, Palmeiras, São Paulo, Corinthians, Santos, Roma Besiktas e Juventude, Antônio Carlos iniciou a carreira como treinador no São Caetano e não demorou para ter uma chance no time de Palestra Itália. No entanto, não conseguiu aproveitar a oportunidade e rodou por clubes como Grêmio Barueri, Mogi Mirim, Vila Nova, Audax, Juventude, até chegar no Red Bull Brasil.

No clube da empresa austríaca de bebidas energéticas, Zago voltou a se destacar, mas foi brilhar mesmo quando assumiu o Bragantino, com a dura missão de levar o clube à elite do futebol nacional. Acabou conquistando o objetivo e chamando atenção de vários clubes do futebol brasileiro. Mas optou por seguir carreira no Japão.

No clube japonês, Zago assume o trabalho deixado pelo técnico Go Oiwa, que, entre idas e vindas, estava no Kashima desde 2011. Começou como auxiliar técnico até chegar na equipe principal.

No dia 1.º, o Kashima Antlers perdeu para o Vissel Kobe, por 2 a 0, na decisão da Copa do Imperador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.