Antônio Carlos Zago pede demissão e deixa o Corinthians

Ex-diretor-técnico da equipe paulista esteve envolvido em polêmica noitada de Ronaldo no interior

Redação,

03 Março 2009 | 14h06

O ex-jogador de futebol Antônio Carlos Zago pediu demissão na manhã desta terça-feira do cargo de diretor-técnico do Corinthians. Ele ocupava o posto desde dezembro de 2007, a convite do presidente Andres Sanches. O motivo da saída, segundo nota oficial divulgada pelo clube, foram "divergências de ideias".Veja também:Hotel em Itumbiara terá esquema especial para Ronaldo Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão  Copa do Brasil 2009 - Tabela e resultadosAntônio Carlos esteve envolvido na polêmica noitada de Ronaldo em Presidente Prudente (SP). Na madrugada da última sexta-feira, o Fenômeno saiu para uma balada na cidade do interior paulista e perdeu o treino da manhã. Com isso, foi multado pela equipe em parte do seu salário (o valor não foi divulgado).Alguns conselheiros do Corinthians acreditam que Antônio Carlos, promotor de churrascada para o elenco na cidade, estava junto com Ronaldo na casa noturna Pop’s Drinks. Por isso, pediram a Sanches a demissão do ex-atleta, que em um primeiro momento havia garantido o ex-zagueiro no cargo, antes de ele mesmo tomar a atitude de sair por conta própria. FIM DO CICLOAo deixar o treino do Corinthians nesta terça no Parque Ecológico, em São Paulo, Antônio Carlos falou rapidamente sobre o assunto. "No futebol acontecem coisas que você precisa repensar na sua vida. O que aconteceu em Prudente foi um dos motivos (para entregar o cargo). Além disso, algumas ideias não bateram".Segundo ele, a decisão foi melhor para todos no clube. "Para o bem do Corinthians e do Andres, que sofria pressão interna para que eu deixasse o cargo. Achei melhor entregar. Meu ciclo se encerrou e deixo as portas abertas para outra pessoa", assinalou.No entanto, o ex-dirigente corintiano fez questão de ressaltar a qualidade do trabalho que fez na equipe durante os 15 meses em que esteve no Parque São Jorge. "Quando eu cheguei o time tinha sido rebaixado", lembrou, se referindo ao fato de ano passado o Corinthians ter sido campeão da Série B do Campeonato Brasileiro e vice-campeão da Copa do Brasil. Agora, ele pretende seguir a carreira de treinador. (Com Vitor Marques - Jornal da Tarde)(Atualizada às 15h47 para acréscimo de informações)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.