Aos 16 anos, Jean Chera troca o Santos pela Itália

Jean Chera, jogador das divisões de base do Santos desde os nove anos e que era considerado o sucessor de Paulo Henrique Ganso, acertou contrato por três temporadas com o Genoa, da Itália, nesta quarta-feira. O garoto fez 16 anos no dia 12 deste mês, atingindo a idade para assinar o primeiro contrato profissional, porém não houve acordo financeiro entre o seu pai e empresário, Celso Chera, e o clube.

SANCHES FILHO, Agência Estado

25 de maio de 2011 | 21h03

Celso pediu a triplicação do salário de R$ 30 mil, que vinha sendo pago por meio de contrato de cessão do direito de imagem. O clube ofereceu reajuste de 40%. Visando uma futura transferência para o futebol europeu, Chera e seus familiares adquiriram cidadania italiana, o que facilitou a sua ida para o Genoa.

Nesta quarta, Celso se reuniu com o presidente do Genoa, Enrico Preziosi, e acertou o contrato. Chera assinou por três temporadas e vai ganhar 400 mil euros (aproximadamente R$ 920 mil) por ano.

Embora afirme não ter sido notificado ainda, o Santos promete ir à Fifa para cobrar seus direitos de clube formador e denunciar o Genoa de ter aliciado Chera, além de acionar judicialmente o pai do jogador por rompimento unilateral do contrato de imagem que vai até 6 de julho.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolJean CheraSantosGenoa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.