Reprodução/Site oficial Paris Saint-Germain
Reprodução/Site oficial Paris Saint-Germain

Aos 41 anos, brasileira Formiga renova contrato com o PSG até junho de 2020

Atleta que atua no futebol profissional desde 1993 poderá completar sua 26ª temporada

Redação, Estadão Conteúdo

02 de maio de 2019 | 14h02

Incansável e disposta a jogar profissionalmente por mais tempo, a volante brasileira Formiga, aos 41 anos, renovou nesta quinta-feira o seu contrato com o Paris Saint-Germain, que terminaria no próximo mês, até junho de 2020. O anúncio foi feito no site oficial do clube, que conta com a jogadora desde janeiro de 2017. Esta será a sua 26.ª temporada na carreira.

"Estou muito feliz por assinar mais um ano com o Paris Saint-Germain", disse Formiga após assinar o seu contrato. "É um novo sonho tornado realidade. Estou muito feliz em saber que o clube acredita no meu futebol, isso é muito para mim. Eu ainda quero ganhar títulos e ajudar minhas parceiras com a minha experiência", completou a volante, que já defendeu o PSG em 58 partidas.

"É uma honra para o clube poder contar com Formiga na próxima temporada", disse Bruno Cheyrou, diretor geral da equipe feminina do Paris Saint-Germain. "É uma lenda do futebol e, apesar de sua idade, a brasileira ainda tem todas as qualidades para fazer parte do grupo parisiense na próxima temporada. Além de seu talento, Formiga é uma jogadora experiente dentro e fora do campo".

Com o contrato renovado, Formiga se prepara para defender a seleção brasileira no Mundial que acontecerá na França, de 7 de junho a 7 de julho. Será o sétimo de sua carreira com a camisa do Brasil, depois de 24 anos defendendo o País. Em 2015, na competição realizada no Canadá, ela se tornou a mais velha a marcar um gol com 37 anos, três meses e seis dias.

A volante é a única jogadora da história a ter disputado todas os torneios olímpicos de futebol feminino desde o início da participação da modalidade nos Jogos de Atlanta-1996, nos Estados Unidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.