Aos 41, volante Amaral deixa aposentadoria e jogará o Paulistão pelo Capivariano

Dois anos depois de ter disputado a sua última partida como profissional, o folclórico volante Amaral retornou ao futebol. Na manhã desta quinta-feira, o jogador de 41 anos assinou contrato com o Capivariano para a disputa do Campeonato Paulista, que se inicia no fim deste mês.

Estadão Conteúdo

08 de janeiro de 2015 | 17h05

"Não se desaprende a jogar futebol, mas preciso pegar firme nos treinos porque faz dois anos que não jogo", afirmou Amaral, que começou os trabalhos com o técnico Ivan Baitello na última segunda-feira.

Revelado nas categorias de base do Palmeiras, Amaral defendeu Corinthians, Vasco, Grêmio, Vitória, Atlético-MG, Santa Cruz, Catanduvense, Poços de Caldas, Itumbiara, Parma-ITA, Benfica-POR e Fiorentina-ITA, entre outros.

Apesar de ter passado por grandes clubes do futebol brasileiro e internacional, Amaral vem enfrentando dificuldades financeiras, tanto que está morando com os pais na cidade de Capivari. Durante o tempo parado, o volante participou de jogos festivos e partidas de showbol.

Se Amaral chegou, um outro jogador está de saída do Capivariano. O atacante Raphael Macena alegou problemas familiares e desistiu do acerto com o time, que está no Grupo 4 do Paulistão ao lado de Santos, Penapolense, Bragantino e XV de Piracicaba. A estreia será contra outro novato, o Red Bull, no dia 1.º de fevereiro, na Arena Capivari.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPaulistãoCapivariano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.