Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Aos 67 anos, morre Tarciso, um dos maiores ídolos do Grêmio

Ex-ponta é o jogador que mais defendeu a camisa do tricolor gaúcho: foram 721 jogos, com 226 gols marcados

Estadão Conteúdo

05 Dezembro 2018 | 09h38

Morreu na madrugada desta quarta-feira, aos 67 anos, o ex-ponta Tarciso, um dos maiores ídolos da história do Grêmio. Coincidentemente no mesmo dia de fundação do tricolor gaúcho. Nascido em São Geraldo, Minas Gerais, José Tarciso de Souza começou a carreira em 1970 defendendo o América (RJ) e chegou ao Olímpico três anos depois para se tornar o jogador que mais vestiu a camisa do Grêmio: foram 721 jogos, com 226 gols marcados. Trata-se do segundo maior goleador da história do clube, atrás apenas de Alcindo, o "Bugre".

De 1973 a 1986, Tarciso conquistou o Mundial de Clubes e a Copa Libertadores de 1983, o Campeonato Brasileiro de 1981 e os Estaduais de 1977, 1979, 1980, 1985 e 1986. Disputou oito jogos pela seleção brasileira, marcando um gol.

Após encerrar a carreira de jogador, abriu uma escolinha de futebol onde desempenhava diversos trabalhos sociais. No início dos anos 2000 entrou na carreira política e foi eleito vereador pela primeira vez em 2008, sendo reeleito em 2012 e 2016.

O velório será na Câmara de Vereadores de Porto Alegre a partir das 8 horas e o enterro no Cemitério Jardim da Paz, a partir das 18h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.