Aos gritos de "Fica Felipão", Portugal volta para casa

Assim como aconteceu com os alemães em Berlim, a seleção de Portugal foi recebida com muita festa na volta ao país, no início da tarde deste domingo (horário local). Logo que o avião que levou a delegação de Stuttgart, onde o time perdeu para a Alemanha e ficou com a quarta colocação da Copa do Mundo, pousou na pista do Aeroporto Internacional de Lisboa, dois caminhões do Corpo de Bombeiros jorraram jatos de água nas cores verde e vermelha na direção da aeronave.Ainda no aeroporto, milhares de torcedores esperavam desde o início da manhã a chegada dos jogadores. Após um desfile pelas ruas da capital portuguesa, todos os jogadores e comissão técnica foram para o Estádio Nacional, onde estava preparada uma grande homenagem ao time, que chegou entre os quatro melhores do mundo pela segunda vez na história - em 1966, na Inglaterra, Portugal ficou em terceiro lugar.Os mais ovacionados por cerca de 10 mil pessoas que estiveram no estádio foram o treinador brasileiro Luiz Felipe Scolari e o meia e capitão Luís Figo. Aos gritos de "Fica, fica", Felipão recebeu uma bandeira de Portugal e agradeceu o apoio de todos durante a campanha da seleção no Mundial. "Eu quero continuar, mas ainda vou ter uma reunião nos próximos dias para resolver a situação", disse o técnico durante os festejos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.