Apesar da derrota, Zé Ricardo elogia Flamengo e lamenta ausência de Éverton

Cariocas foram derrotados pelo Atlético Paranaense, por 2 a 1, em Curitiba

Estadao Conteudo

27 de abril de 2017 | 10h18

Apesar da derrota do Flamengo para o Atlético Paranaense, por 2 a 1, em Curitiba, na noite desta quarta-feira pela Libertadores, o técnico Zé Ricardo elogiou a atuação da sua equipe e lamentou a ausência do meia-atacante Éverton, que desfalcou o time de última hora por causa de dores no tornozelo.

"Jogar com o Atlético aqui não é fácil", avaliou o treinador, em entrevista coletiva na Arena da Baixada, depois da partida. "Acredito que poderíamos ter saído com um resultado melhor, principalmente pelo que apresentamos no segundo tempo. Estamos de parabéns e parabenizo também a equipe do Atlético Paranaense", disse.

Já ao falar sobre Éverton, que viajou com a equipe e não pôde atuar, o comandante disse esperar que o atleta se recupere em breve das dores que ainda foram reflexo de um lance no qual o jogador se lesionou no último domingo. Na vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo, pela semifinal do Campeonato Carioca, no Maracanã, o meia-atacante se machucou em uma dividida com Fernandes.

"Esperamos que o Éverton volte logo. Contra o Atlético tentamos manter a formação feita na semana passada, com Miguel Trauco adiantado, e com o time buscando transições por cima, pelas laterais", explicou o treinador ao justificar a opção adotada para a escalação da equipe após saber que não poderia contar com o titular.

Pela Libertadores, o Flamengo volta em campo na próxima quarta-feira, no Maracanã, às 21h45, contra a Universidad Católica, pela quinta rodada do embolado Grupo 4, no qual a diferença de pontos do líder Atlético-PR e o quarto colocado, San Lorenzo, é de apenas três pontos - o time rubro-negro é o segundo colocado, com seis pontos, um atrás dos atleticanos. "Queremos fazer valer nosso mando de campo. A gente vem fazendo por merecer a classificação (para as oitavas de final)", destacou Zé Ricardo.

No próximo domingo, às 16 horas, o time enfrenta o Fluminense pela primeira partida da final do Campeonato Carioca, no Maracanã. Zé Ricardo não deixou claro se pretende poupar atletas no confronto. "Essa é uma questão bastante delicada. O certo é que a equipe esteja o mais inteira possível. Aqueles atletas que apresentarem condição de enfrentar não só o Fluminense, mas a sequência que a gente tem pela frente, irão a campo", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.