Apesar da vitória do São Paulo na Sul-Americana, erros desagradam

Tricolor conta com um gol no fim para superar o Atlético Nacional por 3 a 2

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

31 de outubro de 2013 | 07h31

SÃO PAULO - A comemoração dos jogadores do São Paulo pela vitória em cima da hora não diminuiu as críticas ao desempenho da equipe e aos muitos erros individuais que quase custaram o triunfo. O elenco admite que o futebol apresentado não foi o mesmo das últimas rodadas do Brasileiro, mas festejou a capacidade de reação mesmo em uma noite não tão inspirada. "Queríamos a vitória sem sofrer gols, mas erramos acima do normal. Isso mostra a força do time, o torcedor veio e o que a gente quer é isso. Na Colômbia será difícil, mas no Chile também foi", analisou o goleiro Rogério Ceni.

Herói da partida, o zagueiro Antonio Carlos por pouco não saiu do Morumbi com gosto amargo nos lábios após errar no lance que gerou o segundo empate dos colombianos. De volta à equipe após seis partidas (na última vez em que esteve em campo, contra o Vitória, também fez dois gols), ele se desculpou pela falha e comemorou o fato de ter ajudado a equipe. "Fui cabecear para a frente e a bola acabou indo para trás, na hora pedi desculpas ao Rogério. Fazer um golzinho é sempre bom, fico feliz, mas o mais importante foi termos conseguido o resultado positivo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.