Apesar da vitória, Muricy Ramalho reclama da arbitragem

Apesar da vitória de virada sobre o Avaí, o técnico Muricy Ramalho não poupou críticas às condições do gramado do estádio da Ressacada, em Florianópolis, e à arbitragem do carioca Gutemberg de Paula Fonseca. Para ele, o juiz teve uma atuação ruim. "Ele errou demais. No lance do pênalti, estava muito mal posicionado. Além disso, a jogada começou quando Neymar estava caído, pedindo atendimento médico. Ele poderia ter parado o jogo".

AE, Agência Estado

07 de setembro de 2011 | 20h18

O treinador não poderá contar com Danilo e Adriano para a partida de sábado contra o Cruzeiro, na Vila Belmiro - ambos receberam o terceiro cartão amarelo e terão de cumprir suspensão. Isso também o incomodou. "Foi uma arbitragem bem complicada. No começo ele aceitou a pressão. Depois, quis amarelar demais. E nós perdemos o Adriano e o Danilo para o próximo jogo".

Para o técnico, seu time sofreu com o campo pesado em Florianópolis. "A nossa maior dificuldade foi jogar num campo assim. O Santos é um time técnico, que carrega bem a bola. Ficou complicado fazer isso com um gramado cheio de poças".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantosMuricy Ramalho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.