JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Apesar das críticas, Palmeiras espera por Wesley para renovar

Diretoria aguarda posição do volante, que tem contrato até fevereiro, para saber se ele deseja ficar, embora seja vaiado pela torcida

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2014 | 07h01

Um dos jogadores mais criticados pela torcida do Palmeiras em 2014, o volante Wesley ainda tem chances de renovar contrato com o clube. Ele tem vínculo com o Alviverde até fevereiro do ano que vem e o presidente Paulo Nobre tem um contrato pronto para o jogador assinar, mas a negociação está travada.

A negociação acontece há meses. No primeiro contato, o jogador fez uma proposta, o clube fez uma contraproposta e Wesley respondeu com valores pouco acima. Diretoria e empresários do atleta ficaram meses sem falar do assunto, até que o clube resolveu aceitar o valor pedido pelo jogador. O problema, porém, é que Wesley se sentia mais valorizado, já que neste período sem respostas, outros clubes apareceram interessado no volante.

"Em relação ao Wesley, uma vez que nos procure, vamos tratar diretamente com ele", disse o presidente palmeirense. O fato é que Wesley procura clubes interessados em seu futebol e caso não consiga achar boas propostas, deve renovar com o Alviverde, apesar da pressão da torcida, que pega no seu pé por causa das más atuações e também por ele ter sido comentado como um possível reforço do São Paulo.

Em relação a Valdivia, que tem contrato até agosto, a negociação está paralisada também. O chileno disse que gostaria de definir a situação antes de viajar para o seu país e Nobre mostra otimismo sobre a possibilidade de ficar com o meia. "O Valdivia e o Palmeiras têm o mesmo pensamento. Esse é o primeiro e mais importante passo", explicou Nobre.  

O elenco do Palmeiras volta das férias no dia 7 de janeiro. Enquanto isso, a diretoria acerta a contratação de um novo gerente de futebol e de um diretor executivo de futebol, além, claro, de um técnico. Aliás, as opiniões dos três novos profissionais serão fundamentais para decidir o andamento das negociações com Wesley e Valdivia. 

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasWesleyFutebolMercado da Bola

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.