Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Apesar de derrota, Abel elogia Flu e retorno de Richarlison: 'Foi excepcional'

Na rodada anterior, atacante virou alvo de polêmica ao pedir para não enfrentar o Palmeiras

Estadao Conteudo

16 de junho de 2017 | 08h54

Apesar da derrota por 2 a 0 para o Grêmio, no Maracanã, o técnico Abel Braga teve elogios para o time do Fluminense. E guardou considerações especiais para o atacante Richarlison, que quase deixou o clube, rumo ao Palmeiras, na última semana. O jogador chegou a ficar fora da rodada anterior, justamente no confronto contra o time paulista.

"Ele foi excepcional, fez aquilo que a gente sempre espera dele. Lutou, no primeiro tempo tirou o Edílson da posição, chegou a fazer um gol", disse o treinador, referindo-se ao lateral do Grêmio. Richarlison chegou a balançar as redes, mas a arbitragem anulou o lance.

O atacante do Flu virou alvo de polêmica, e até recebeu críticas da torcida, ao pedir para não enfrentar o Palmeiras. Ele admitiu ter recebido "proposta irrecusável" do rival, mas a diretoria vetou a negociação por considerar inadequada a abordagem do Palmeiras ao fazer a oferta.

O jogador, contudo, voltou ao time tricolor na noite desta quinta-feira, no Maracanã, e até foi titular. Uma transferência para o Palmeiras, contudo, ainda não foi descartada. Como ficou de fora de um jogo do Flu neste Brasileirão, ele ainda não disputou a sétima partida pelo Flu no campeonato, o que permite uma eventual mudança de clube.

Quanto ao desempenho geral da equipe, Abel Braga elogiou o esforço do desfalcado time do Fluminense. "No fundo, esse é o terceiro time. O primeiro tinha Renato Chaves na zaga, Orejuela, Douglas e Sornoza. Com a perda do Dourado e depois do Douglas, ainda mantemos uma equipe forte com Richarlison, Scarpa e Wendel. É complicado, não dá para lamentar que não tem plantel, lamentar ausência", comentou.

"Não vou julgar nem ser covarde. Vou fazer meus jogadores acreditarem sempre. Vamos tentar fazer bons jogos, ganhar jogos, não foi possível hoje, vamos tentar domingo. É um grupo que eu confio. Nada melhor que a daqui a três dias, um clássico para tentar reverter", afirmou o técnico, já projetando o clássico com o Fluminense, domingo, no Maracanã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.