Apesar de derrota, Autuori elogia atuação do Atlético-PR e culpa desgaste físico

Partida de volta entre as duas equipe, na Arena da Baixada, será disputada no dia 26 de abril

Estadao Conteudo

13 de abril de 2017 | 11h38

O desgaste físico, que provocou variações no rendimento do Atlético Paranaense, foi o motivo apontado pelo técnico Paulo Autuori como a causa da derrota da equipe para o Flamengo, por 2 a 1, nesta quarta-feira, no Maracanã, em jogo válido pela terceira rodada do Grupo 4 da Copa Libertadores. Ele lamentou o resultado, mas valorizou a força apresentada pela equipe no confronto. O treinador reclamou do pouco tempo de recuperação após o jogo de domingo passado contra o Paraná, pelas quartas de final do Campeonato Paranaense, iniciado às 18 horas.

"Nós pagamos muito o preço inicial de ter jogado no domingo àquela hora... No início do jogo, nós estávamos a diesel, quando a gente precisa de gasolina de altíssima octanagem para mudança de velocidade e impor um ritmo... É o preço a pagar. Mas saio daqui tranquilo em relação àquilo que vai ser a disputa por essas duas vagas (na próxima fase da Libertadores) até o final", analisou o comandante, em entrevista coletiva.

O atacante Nikão, autor do gol feito pelo Atlético Paranaense, também considerou as falhas do primeiro tempo como cruciais para a derrota. "Sabíamos que eles viriam para conseguir o gol e tivemos duas falhas que eles souberam concluir. Fizemos o gol, mas infelizmente não conseguimos empatar", analisou.

Mas o jogador se mostrou otimista para o duelo da volta contra os flamenguistas pela competição continental. "Conseguimos ter maior volume de jogo. Então, creio que temos tudo para fazer um grande jogo dentro da nossa casa... Eles sabem o que vão enfrentar lá e sabem como somos fortes dentro de casa", projetou Nikão.

A partida no Rio marcou a estreia do atacante Eduardo da Silva, de 34 anos, em jogos pela Copa Libertadores. O carioca que se naturalizou croata para defender a seleção daquele país e teve passagens por clubes da Europa, como Arsenal (Inglaterra) e Shakhtar Donetsk (Ucrânia).

O Atlético Paranaense volta a campo na competição continental exatamente contra o Flamengo, no dia 26 de abril, na Arena da Baixada, na abertura do returno da Libertadores. Antes, tem compromissos pela semifinal do Campeonato Paranaense. Neste domingo, enfrenta o Londrina, em casa, na partida de ida entre as duas equipes pelo Estadual. O jogo da volta será no dia 23, no estádio do Café, em Londrina, ainda antes de receber o Flamengo pela Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.