Apesar de derrota, Geílson valoriza volta ao Atlético-PR

O Atlético-PR não conseguiu o objetivo de arrancar pelo menos um empate do líder Palmeiras no último sábado, quando foi derrotado por 2 a 1 no Palestra Itália. O resultado manteve o time próximo da zona de rebaixamento e fora do grupo que garante vaga na Copa Sul-Americana. Mesmo assim, um jogador teve motivos para comemorar: o atacante Geílson. Ele disputou sua primeira partida no ano.

AE, Agencia Estado

28 de setembro de 2009 | 19h39

Geílson, que ainda não tinha sido relacionado para um jogo em 2009, não atuava desde o Campeonato Brasileiro do ano passado. Para o atacante, os dez minutos que jogou no segundo tempo foram muito importantes. "Deu para mostrar para o treinador que eu tenho capacidade para ser aproveitado mais vezes. Quem sabe com mais oportunidades posso fazer gols e brigar por uma vaga no time", disse.

O responsável pela volta de Geílson é o técnico Antônio Lopes. Assim como o atacante, o treinador também reintegrou outro jogador que estava afastado do grupo, o meia Netinho, que entrou no segundo tempo contra o Palmeiras. Geílson, porém, era o que tinha a situação mais complicada, já que Netinho se recuperava de uma cirurgia no púbis.

Feliz com o espaço reconquistado no time, Geílson já projeta a sequência do Brasileiro. "Temos que fazer uma semana boa de treinos para enfrentar o Corinthians. E eu, particularmente, vou trabalhar para ter mais oportunidades durante os jogos. Força de vontade e disposição nunca vai faltar para ajudar o time tentando sempre marcar gols, que é o papel do atacante", prometeu.

Na 14.ª posição, somando 31 pontos, o Atlético volta a campo pela 27.ª rodada para encarar o Corinthians, próximo sábado, no Pacaembu. O adversário é o nono colocado do Brasileiro, com 38 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.