Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Apesar de empate, Flamengo mantém discurso de que ainda dá para ser campeão

Equipe continua com esperança de título brasileiro depois dos 2 a 2 com o São Paulo, no Morumbi

Estadão Conteúdo

04 de novembro de 2018 | 20h30

O empate do Flamengo contra o São Paulo por 2 a 2, neste domingo, pela 32.ª rodada, deixou o time carioca seis pontos atrás do líder Palmeiras (66 a 60). Mas o recado único que saiu dos vestiários após o jogo no estádio do Morumbi, na capital paulista, foi de que o time vai lutar pelo título do Campeonato Brasileiro até a última rodada.

Quem modela o discurso de confiança é o técnico Dorival Júnior. "Ainda faltam seis rodadas (18 pontos) e muita coisa pode acontecer. Não dá para entregar os pontos e nem baixar a guarda. Mesmo porque o Flamengo tem evoluído muito na competição e mostrado ter condições de ser o campeão".

Sobre o jogo, ele lamentou a falta de acerto nas finalizações, que poderia definir a vitória a favor do time carioca. "Está faltando aquele detalhe no toque final para o gol porque nosso time já troca bem os passes e tem criado chances. Além disso, tem sido muito vibrante e aguerrido".

Para o meia Everton Ribeiro, o time poderia ter se saído melhor caso aproveitasse as chances para matar o jogo. "Nesta reta final nós temos que caprichar mais, mas é do jogo", comentou sobre as chances perdidas por todos os flamenguistas. Mas mantém a confiança em brigar pelo título: "Não demos adeus ao título porque ainda restam mais seis jogos e eles (Palmeiras) podem tropeçar. Ficou mais difícil, mas a gente vai acreditar até o final".

O atacante Uribe disse que "não esperávamos este resultado porque nós queríamos a vitória. Mas o empate foi importante porque duas vezes fomos buscar o resultado. E acho que ainda é possível de alcançar o título".

O próximo compromisso do Flamengo vai ser o clássico contra o Botafogo, no próximo sábado, às 19 horas, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, pela 33.ª rodada.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.