Marcos D'Paula/AE
Marcos D'Paula/AE

Apesar do empate no Rio, Corinthians descarta favoritismo

Técnico Mano Menezes diz que o time precisará jogar muita bola para passar pelo Vasco no Pacaembu

28 de maio de 2009 | 00h57

O empate no Maracanã por 1 a 1 diante do Vasco foi comemorado pelo Corinthians. O técnico Mano Menezes, no entanto, não quer saber de favoritismo. Após o jogo no Rio de Janeiro, o treinador afirmou que o alvinegro de Parque São Jorge precisará jogar muita bola no Pacaembu para avançar, na próxima quarta-feira, dia 3 de junho.

 

Veja também:

linkVasco e Corinthians ficam no 1 a 1 no Rio

especialCopa do Brasil: leia mais no canal

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

"Não existe essa de o Corinthians ser mais maduro que o Vasco para chegar à final da Copa do Brasil", afirma Mano. "Nós temos uma equipe mais qualificado do que no ano passado [quando perdeu a final para o Sport]. O que precisamos agora é ser mais objetivo e incisivo, pois o que importa no futebol é a vitória."

 

Contra o Vasco no Rio, o Corinthians não pôde contar com Ronaldo - Souza foi escalado. Apesar de ter passado em branco, a atuação do atacante foi elogiada por Mano. "Ele realizou a sua melhor partida desde que chegou ao Corinthians, em jogos oficiais. Faltou o gol, é verdade, mas eu digo que ele deve continuar assim."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.