Sergio Perez/Reuters
Sergio Perez/Reuters

Apesar do sufoco, Southgate se diz 'muito orgulhoso' da Inglaterra e exalta Kane

Técnico ignora sofrimento inglês em vitória por 2 a 1 sobre a Tunísia, com gol nos acréscimos

Estadão Conteúdo

18 Junho 2018 | 18h54

O técnico Gareth Southgate ignorou o sufoco pelo qual passou a seleção inglesa e preferiu exaltar os pontos positivos da suada vitória por 2 a 1 sobre a Tunísia, nesta segunda-feira, em Volgogrado. O time europeu teve muita dificuldade e só conseguiu garantir a vitória na estreia da Copa do Mundo nos acréscimos do segundo tempo.

+ TEMPO REAL - Tunísia 1 x 2 Inglaterra

+ Craques da Copa - Conheça o atacante Harry Kane

"Mesmo com o 1 a 1, eu estava muito orgulhoso do desempenho. Se nós conseguirmos este nível de desempenho, é o que podemos controlar. Nós criamos muitas chances limpas no primeiro tempo, tantas que nem consigo lembrar. No segundo tempo, dominamos o jogo, mantivemos a paciência e procuramos boas oportunidades ao invés de jogar a bola para a área e esperar", considerou o treinador.

Para Southgate, o triunfo deixou evidente a força coletiva da Inglaterra. "Acho que nossa união foi mostrada hoje. Nós tivemos líderes em campo que mandaram a mensagem certa. Nós continuamos tentando e mantivemos a busca pela vitória, mas nós não nos expusemos a contra-ataques na transição."

Se a união inglesa apareceu, foi a individualidade de um jogador que fez a diferença. Em meio às inúmeras chances desperdiçadas pela seleção, o artilheiro Harry Kane precisou de somente duas oportunidades para marcar dois gols, sendo o segundo aos 46 minutos do segundo tempo, e definir o triunfo do país.

 

"Sobre o Harry, eu fico pessoalmente muito satisfeito. Ele vai sentir o orgulho por liderar o país a uma vitória em uma partida de Copa do Mundo esta noite, e isso é a coisa mais importante", avaliou.

Com os resultados desta segunda, Bélgica e Inglaterra têm três pontos no Grupo G da Copa do Mundo. No domingo que vem, a seleção de Southgate encara o Panamá, em Nijni Novgorod. Depois, encerra a participação na primeira fase justamente diante dos belgas, dia 28, em Kaliningrado.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.