Matteo Bazzi/EFE
Matteo Bazzi/EFE

Apesar dos boatos, Ronaldinho diz estar feliz no Milan

'Estou tranquilo em permanecer no Milan e, repito, procuro só fazer o meu melhor', disse o craque

AE, Agência Estado

09 de dezembro de 2010 | 11h24

Apesar dos rumores cada vez maiores sobre uma possível transferência, o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho revelou que não está insatisfeito no Milan. Mesmo tendo virado reserva, o jogador brasileiro afirmou que está feliz em Milão e deu a entender que não deseja deixar o clube italiano neste momento.

Veja também:

linkPalmeiras sonha alto e faz proposta a Ronaldinho Gaúcho 

"Sinto o afeto e o amor dos torcedores, mesmo quando não jogo. Isto me faz sentir importante e sempre jogo com a máxima motivação. Estou tranquilo em permanecer no Milan e, repito, procuro só fazer o meu melhor para ajudar a equipe. É um período importante, estou aqui há três anos e é a primeira vez que estamos em primeiro (lugar no Campeonato Italiano, com 33 pontos) e, por isso, estou contente", afirmou o astro brasileiro.

Nas últimas semanas, a imprensa brasileira e europeia destacou uma possível transferência do jogador. Entre os interessados, estariam clubes dos Estados Unidos, o Liverpool e o Palmeiras. A diretoria palmeirense, inclusive, revelou já ter feito uma proposta oficial por Ronaldinho.

Na última quarta-feira, Ronaldinho atuou como titular do Milan, que entrou em campo com um time misto para enfrentar o Ajax, pela Liga das Campeões da Europa, por já estar classificado para as oitavas de final - ficou lugar em segundo no Grupo G, atrás do Real Madrid. Apesar de exaltar a oportunidade, ele afirmou não ter conseguido demonstrar seu futebol na derrota por 2 a 0, por conta da falta de interesse da equipe italiana no jogo.

"Estou contente porque tive a possibilidade de jogar toda a partida, para demonstrar ao técnico (Massimiliano Allegri) que tenho muita vontade de ajudar a equipe a jogar bem. Quando tenho a oportunidade de jogar, procuro ser positivo, demonstrar, correr para ajudar os meus companheiros. Mas é diferente jogar uma partida que se deve vencer de qualquer maneira ou que se pode disputar com maior tranquilidade", explicou Ronaldinho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.