Apesar dos quatro gols, Molina não sonha com artilharia

Colombiano afirma que está feliz com seu futebol no Santos, mas que não tem característica de goleador

Redação,

01 de abril de 2008 | 23h38

Destaque na goleada do Santos sobre o San José-BOL ao marcar quatro gols, o colombiano Molina disse que não pretende ser o artilheiro da Copa Libertadores. Com o show na Vila Belmiro, o meia chegou a cinco gols e divide a artilharia com Ramires e Moreno, ambos do Cruzeiro. Veja também:  Santos massacra San José-BOL pela Copa Libertadores "É a primeira vez na carreira que consigo marcar quatro gols num jogo. Meu máximo tinha sido três", contou o colombiano, ovacionado pela torcida ao final do duelo. "Fico feliz pela marca, mas não acredito que vou ser artilheiro da Libertadores. Essa não é minha característica, pois sou um meia." No primeiro gol, Molina comemorou com o dedo na boca, imitando uma chupeta. "É para a minha filha, que vai nascer. Também dedico a homenagem para minha mulher e minha mãe. Estou realmente muito contente com os gols. Quero ajudar meus companheiros a conseguir um resultado ainda melhor na Libertadores." Como o Santos está eliminado no Campeonato Paulista, Molina quer se concentrar na Libertadores. O colombiano não achará ruim se o técnico Emerson Leão escalar reservas contra a Ponte Preta, o que pode prejudicar o Corinthians, que briga pela vaga. "O Leão vai decidir, mas é melhor pensar no Chivas [próximo rival na Libertadores]".

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCCopa LibertadoresMolina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.