Cesar Greco/ Ag. Palmeiras
Cesar Greco/ Ag. Palmeiras

Após 100 jogos no Palmeiras, Zé Roberto mira aposentadoria em dezembro

Aos 42 anos, jogador espera conquistar a Libertadores antes de parar

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

06 Fevereiro 2017 | 12h18

A estreia do Palmeiras em jogos oficiais em 2017, com a vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, pelo Campeonato Paulista, deu ao veterano Zé Roberto mais um feito. Aos 42 anos, o lateral-esquerdo completou 100 jogos, marca que o deixa feliz e com a próxima meta já estipulada. O jogador disse nesta segunda-feira que pretende se aposentar no fim do ano com o título que lhe falta na carreira: a conquista da Copa Libertadores.

"Estou decidido a jogar só mais neste ano. A única coisa que falta para a minha carreira é a cereja do bolo. O bolo em está pronto. A Libertadores é o título que não tenho", disse Zé Roberto. O palmeirense vai completar 43 anos em julho e está na terceira temporada pelo clube, onde conquistou dois títulos nacionais: a Copa do Brasil, em 2015, e o Campeonato Brasileiro, em 2016.

O cuidado com as condições físicas, o zelo pela alimentação e as poucas lesões foram os segredos para que o veterano chegasse à idade atual ainda em atividade no futebol. "Eu me preparei durante a minha carreira. Eu vou precisar tomar a decisão se vou parar ou não. Não vou poder deixar o meu corpo decidir, porque se deixar, ele vai querer ir embora e jogar mais vezes", explicou.

Zé Roberto renovou contrato no fim do ano passado para jogar mais uma temporada. Mesmo com o possível adeus perto de acontecer, o lateral contou não se sentir tão veterano. "A idade não me traz nenhum peso. Isso é o diferencial para que continue jogando em alto nível. Não me vejo com a idade que tenho hoje. A vida que eu levo me faz parecer que tenho menos idade. Eu olho no espelho e acho que tenho menos", afirmou.

A possível aposentadoria em 2018 não faz o jogador elaborar planos. O pensamento é focar na atual temporada pelo Palmeiras, embora uma mudança na família já faz Zé Roberto cogitar mudar de país para acompanhar o filho mais velho, que pretende cursar universidade no exterior.

Mais conteúdo sobre:
Zé RobertoPalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.