Após 2º gol no Santos, Gabriel diz ter que melhorar

A estrela de Gabriel voltou a brilhar na noite deste sábado na Vila Belmiro, com a marcação do seu segundo gol em dois jogos seguidos, no triunfo diante do Vitória, que interrompeu a série de seis partidas sem vencer do time no Campeonato Brasileiro. Ao sair de campo, a jovem a promessa santista reconheceu que errou o chute e que o goleiro Wilson falhou no lance.

SANCHES FILHO, Agência Estado

24 de agosto de 2013 | 21h41

"Realmente não peguei bem na bola, mas artilheiro também tem de ter sorte", disse o garoto, que vai fazer 17 anos na próxima sexta-feira. "Além disso, sou novo ainda, estou começando e tenho muito a aprender ainda. Tenho treinado bastante e preciso melhorar as finalizações com o pé direito e o cabeceio. Mas estou muito feliz porque a semana foi maravilhosa para mim". Gabriel contou que como jogar videogame deu sorte contra o Grêmio, ele levou o aparelho para jogar também na concentração. "E deu certo outra vez", comemorou.

A escalação de Gabriel neste sábado contra o Vitória foi surpreendente. Até quarta-feira passada, em razão da pouca idade, ele era uma das últimas opções do treinador Claudinei Oliveira para o ataque, tanto que nem concentrou para a partida contra o Grêmio e só jogou porque foi desejar boa sorte aos companheiros nos vestiários e acabou substituindo Victor Andrade, que tomou um medicamento, poderia ser pego no antidoping e foi cortado do banco. Mas, o técnico explicou que quis aproveitar o momento positivo do jogador. "Além disso, foi um prêmio pelo que ele fez contra o Grêmio".

Os jogadores mais experientes elogiaram o desempenho de Gabriel no jogo desta noite. O experiente Thiago Ribeiro, que pela segunda vez atuou ao lado do atacante que é apontado como o sucessor de Neymar, prevê um futuro brilhante para ele. "Mesmo sendo jovem, já demonstra muita personalidade", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSAntos FCBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.