Após 2 meses, Pintado deixa comando do Guaratinguetá

Pintado não aguentou os recentes tropeços e deixou o comando do Guaratinguetá na tarde desta quarta-feira, após uma reunião com a diretoria. Agora, o clube vai em busca de um novo treinador para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série B, no qual ocupa a lanterna, com apenas nove pontos em 17 rodadas - enquanto isso, o gerente de futebol Carlos Octávio assume interinamente.

AE, Agência Estado

15 de agosto de 2012 | 19h41

Contratado em junho, Pintado fez sua estreia no empate em casa com o Avaí, por 1 a 1. Depois disso, comandou o time em outras dez partidas, conquistando uma única vitória, três empates e sete derrotas. Assim, após dois meses no cargo, ele deixa o clube.

"Os resultados não aconteceram como esperávamos e, em comum acordo com a diretoria, preferi deixar meu cargo à disposição. Agradeço ao clube pela oportunidade que me deram, mas infelizmente o elenco deixou escapar alguns pontos importantes e a evolução não aconteceu", explicou Pintado.

O Guaratinguetá volta a campo nesta sexta-feira, quando recebe o Ipatinga, a partir das 21 horas, no Estádio Dario Rodrigues Leite, no interior de São Paulo, pela 18ª rodada da Série B.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BGuaratinguetá

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.