Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Após 2ª vitória seguida do Fluminense, Ganso elogia Marcão: 'Ele conhece o clube'

Pivô da queda do técnico Oswaldo de Oliveira enaltece trabalho do novo comandante após triunfo sobre o Botafogo

Redação, Estadão Conteúdo

06 de outubro de 2019 | 21h02

O meia Paulo Henrique Ganso, principal pivô da queda do técnico Oswaldo de Oliveira há dez dias, fez questão de enaltecer o trabalho de Marcão, efetivado no cargo, como um dos pontos que levaram o Fluminense à segunda vitória seguida dentro do Campeonato Brasileiro. Antes de ganhar do Botafogo, por 1 a 0, nesta tarde de domingo, tinha superou o time alternativo do Grêmio, por 2 a 1.

"Ele conhece bem o clube, também os jogadores e sabe o que é melhor a fazer", disse Ganso, de forma enfática, mesmo depois de ter sido substituído durante o segundo tempo do clássico no Engenhão por Wellington Nem.

Outros jogadores também enalteceram o trabalho de Marcão, efetivado no cargo na últimas sexta-feira. Como o garoto João Pedro, que lamentou ter perdido duas chances para marcar. "Infelizmente não fiz meu gol, mas o importante foi o time vencer. Foi importante e é só alegria. O mérito é todo dele (treinador), que conhece bem cada jogador, inclusive, nós que saímos da base", ressaltou.

Para o goleiro Muriel, que fez duas boas defesas, é preciso manter o trabalho. "Temos que olhar para a frente, sem baixar a cabeça. Não é relaxar no trabalho", alertou.

O lateral-direito Gilberto, que voltou ao time, também estava satisfeito por ter participado do gol de Yony Gonzalez, ao fazer o cruzamento. "Graças a Deus deu certo. Foi um lance importante para mim, para o Yony (que não marcava há 11 jogos) e para o time, que venceu de novo. Temos que manter a seriedade", disse.

O meia Daniel também deixou o campo por opção técnica para a entrada de Guilherme, mas deixou o campo com uma luxação no dedo indicador da mão esquerda. "Está doendo bastante, mas não saí por causa disso. Por mim, ficaria até o fim, mas o técnico optou pela mudança e está tudo bem", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.