Alexandre Lops/Divulgação
Alexandre Lops/Divulgação

Após 6 a 1, Abel Braga evita euforia e vê Internacional 'errar muito'

Treinador não mostra empolgação com o placar elástico do time na Copa do Brasil

Agência Estado

13 de março de 2014 | 10h13

BELÉM - O técnico Abel Braga exibiu um discurso exigente depois de ter visto o Internacional golear o Remo por 6 a 1, na noite desta quarta-feira, no Mangueirão, na estreia da Copa do Brasil, e eliminar o jogo de volta em grande estilo em Belém. O treinador evitou mostrar euforia com o placar elástico e cobrou evolução dos seus comandados.

"Os gols aconteceram com qualidade. Foi importante eliminar o jogo de volta, pois temos muitas partidas pela frente. Mas não estamos iludidos com o resultado. Temos muito o que melhorar", ressaltou Abel, que admitiu que o gramado do Mangueirão não ajudou, mas ele acredita que isso não serve como desculpa para os erros em excesso.

"Tivemos erros de passes. Mas o campo não ajuda em nada. Fui ruim para nós e para o Remo. Pena um estádio destes, que sempre tem público, não ter o cuidado com o gramado. Mas minha equipe foi abaixo no nível técnico. Errou muito", enfatizou.

Os jogadores do Inter, porém, enfatizaram que o mais importante foi ter eliminado o jogo de volta diante do Remo e assegurado classificação à próxima fase. "Foi muito importante ter feito os dois gols no primeiro tempo. Isso deu tranquilidade para que a gente chegasse ao placar elástico no segundo tempo", afirmou o meia Alan Patrick. "Nossa equipe trabalha muito bem a bola. Soubemos marcar bem o adversário. O campo estragou um pouco o espetáculo, mas conseguimos eliminar o segundo jogo. Vamos agora nos concentrar no Gauchão", completou o volante Willians.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolInterCopa do BrasilAbel Braga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.