Alexander Hassentein/Reuters
Alexander Hassentein/Reuters

Após 7 a 1, Bayern é recebido pelo papa Francisco no Vaticano

Depois de dizer que os atletas 'jogaram uma partida maravilhosa', pontífice ganha de presente uma camisa e uma bola autografada

Estadão Conteúdo

22 de outubro de 2014 | 10h07

Depois de aplicar uma humilhante goleada por 7 a 1 sobre a Roma, na última terça-feira, em plena capital italiana, pela fase de grupos da Liga dos Campeões, o Bayern de Munique foi recebido pelo papa Francisco nesta quarta no Vaticano. No encontro, o pontífice disse aos atletas do time que eles "jogaram uma partida maravilhosa" e ganhou de presente uma camisa e uma bola autografada pelos jogadores.

A camisa continha o nome do papa escrito em alemão e o número 1 nas costas e foi enquadrada para ser dada como uma recordação do clube alemão. O uniforme personalizado foi entregue pelos capitães Philipp Lahm e Manuel Neuer.

Também presente na visita ao papa, o presidente do conselho diretor do clube alemão, Karl-Heinz Rummenigge, disse também que foi "uma grande honra" ter anunciado no encontro que a agremiação de Munique irá doar um milhão de euros oriundos da renda de um futuro amistoso para o Vaticano, com o objetivo de que a Igreja Católica repasse a quantia para causas beneficentes.

Torcedor do San Lorenzo, da Argentina, o papa já recebeu a visita de várias equipes e seleções e com isso acumula uma coleção de camisas autografadas. Por meio do seu site oficial, o Bayern disse que Francisco admitiu ter ficado "surpreso" com a humilhante conquistada sobre a Roma na Itália.

Get Adobe Flash player

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.