Marcos Brindicci/ Reuters
Marcos Brindicci/ Reuters

Após 8 meses de ausência, Messi volta a ser convocado para a Argentina

Astro do Barcelona não defendia o time nacional desde a eliminação da Copa do Mundo, quando afirmou que não jogaria mais pela seleção

Redação, Estadão Conteúdo

07 de março de 2019 | 13h46

Após oito meses afastado da seleção argentina, Lionel Messi foi incluído nesta quinta-feira na lista de convocados do técnico Lionel Scaloni para os amistosos da equipe no fim deste mês. Os argentinos vão enfrentar a Venezuela, em Madri, e o Marrocos, em Tanger, nos dias 22 e 26, respectivamente.

Messi não integrava a equipe desde a queda da Argentina nas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia, diante da França. Frustrado, ele dissera na época que não pretendia mais jogar por sua seleção. E acabou ficando fora das convocações seguintes, para os amistosos do segundo semestre.

Com seu retorno à seleção, Messi deve ser um dos reforços também para a Copa América, que será disputada em junho no Brasil. Pode ser a última oportunidade para o atacante conquistar um título pela equipe principal da Argentina. Ele faturou a medalha de ouro com o time olímpico em Pequim/2008. Pela seleção adulta, foi vice em três Copa América e na Copa do Mundo de 2014.

Antes da queda inesperada da Argentina nas oitavas do Mundial da Rússia, Messi vinha tendo atritos com a cúpula da Associação do Futebol Argentino (AFA) e com o técnico Jorge Sampaoli, a quem passou a orientar ao longo da Copa, como se fosse o próprio treinador da equipe.

Sampaoli deixou o comando da seleção meses depois da Copa, mas Messi não retornou ao time. Preferiu se afastar dos amistosos do restante de 2018, principalmente porque não teriam maior relevância para a sequência do ano.

Outras novidades na lista de Scaloni são o atacante Matías Suárez, do River Plate, o volante Domingo Blanco e o defensor Lisandro Martínez, ambos do Defensa y Justicia. Por outro lado, Scaloni deixou fora da lista os atacantes Sergio Agüero e Mauro Icardi e o goleiro Sergio Romero.

O zagueiro Walter Kannemann, o Grêmio, também foi chamado pelo treinador argentino. Com a inclusão dele na lista, o defensor deve perder três jogos do time gaúcho no Estadual.

Confira a lista dos convocados da seleção argentina:

Goleiros - Agustín Marchesín (América, México), Juan Musso (Udinese), Franco Armani (River Plate), Esteban Andrada (Boca Juniors);

Defensores - Germán Pezzela (Fiorentina), Gabriel Mercado (Sevilla), Juan Foyth (Tottenham), Nicolás Otamendi (Manchester City), Walter Kannemann (Grêmio), Nicolás Tagliafico (Ajax), Marcos Acuña (Sporting), Gonzalo Montiel (River), Renzo Saravia (Racing Club), Lisandro Martínez, (Defensa y Justicia);

Meio-campistas - Leandro Paredes (Paris Saint-Germain), Guido Rodríguez (América), Giovani Lo Celso (Betis), Manuel Lanzini (West Ham), Roberto Pereyra (Watford), Ángel Di María (PSG), Matías Zaracho (Racing), Iván Marcone (Boca), Domingo Blanco (Defensa y Justicia), Rodrigo De Paul (Udinese);

Atacante - Lionel Messi (Barcelona), Gonzalo Martínez (Atlanta United), Paulo Dybala (Juventus), Angel Correa (Atlético de Madrid), Lautaro Martínez (Milan), Darío Benedetto (Boca) e Matías Suárez (River).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.