Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

'Após a Copa América, o Corinthians entrou na briga pelo Brasileirão', diz Junior Urso

Time de Fábio Carille soma sete jogos de invencibilidade no Brasileirão

Gonçalo Junior, O Estado de S. Paulo

19 de agosto de 2019 | 04h30

Depois da vitória sobre Botafogo por 2 a 0, gols de Boselli e Everaldo, o Corinthians chegou aos 27 pontos no Campeonato Brasileiro, com cinco pontos de diferença para o Santos, que perdeu para o Cruzeiro neste domingo no Mineirão. Para o volante Junior Urso, a sequência de sete jogos de invencibilidade colocou o Corinthians na briga pelo título brasileiro.

"Acredito que sim (o time entrou na briga pelo título). A gente nunca deixou de acreditar que o título seria possível. Faltam muitos jogos ainda, a gente que as equipes estão em cima vão tropeçar e as de baixo não vão conseguir manter muita regularidade. A sequência de jogos depois da Copa América tem mostrado que estamos na briga, temos potencial para lutar lá em cima", disse o volante após a vitória sobre o Botafogo, por 2 a 0, na Arena Corinthians.

Após a pausa e retorno do Brasileirão para a disputa da Copa América, o Corinthians não sabe o que é perder. Já são sete jogos de invencibilidade: quatro vitórias (CSA, Fortaleza, Goiás, Botafogo) e três empates (Flamengo, Palmeiras, Internacional). Se levar em conta os dois confrontos da Copa Sul-Americana, essa marca sobe para nove jogos sem derrotas

Junior Urso tem sido fundamental no esquema do técnico Fábio Carille, principalmente por ter recuperado a boa condição física. "Eu me sinto bem fisicamente. Infelizmente, depois daquela lesão que tive lá atrás (final do Campeonato Paulista), caiu um pouco meu ritmo físico, mas acho que agora retomei", disse o jogador que já participou de 34 jogos pelo Corinthians com cinco gols marcados.

Ele deve ser titular no jogo com o Fluminense, quinta-feira, pela Copa Sul-Americana. O Corinthians volta a atuar pelo Brasileirão no próximo domingo, dia 25, diante do Avaí, na Ressacada, em Santa Catarina. O clube tenta entra no G-4 do torneio. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.