Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Após acidente, Ralf não é relacionado para clássico contra o São Paulo

Volante estava dentro de veículo que atropelou um idoso de 69 anos e invadiu casa na noite da última sexta-feira

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de outubro de 2019 | 18h17

Após se envolver em um acidente de carro na noite da última sexta-feira, o Corinthians não relacionou o volante Ralf para o clássico contra o São Paulo, neste domingo, às 18h, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. A justificativa oficial da equipe paulistana é que o atleta foi "liberado para tratar de assuntos particulares". O clássico é uma briga direta por uma vaga ao G-4 da competição. O time tricolor é o quinto colocado com 40 pontos, três a menos do que o Corinthians, que está em quarto.

No fim da noite da sexta-feira, o carro em que Ralf estava, com mais três ocupantes, atropelou um ajudante de serralheiro de 69 anos que se encontrava em um ponto de ônibus no bairro do Tatuapé, na Zona Leste de São Paulo, antes de atingir uma casa do outro lado da Rua Marechal Barbacena, na altura do número 764. O homem foi levado à Santa Casa, no centro, com suspeita de fratura na perna.

Na madrugada deste sábado, vídeos e imagens circularam pelas redes sociais mostrando o atleta sendo retirado de dentro de uma casa. Já pela manhã de sábado a diretoria do Corinthians informou que Ralf não estava ao volante na hora do ocorrido. De acordo com o clube, um segurança do jogador estaria dirigindo quando tentou escapar de um assalto e acabou atingindo a vítima.

O texto divulgado pela Secretaria aponta que o segurança do atleta corintiano foi o único a ser levado para o 31º DP, onde foi constatada a embriaguez do homem que estaria conduzindo o carro, um Hyundai Santa Fe. A Polícia diz que não foi possível para as testemunhas definirem quem dirigia o carro.

"O caso foi registrado como atropelamento, lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, embriaguez ao volante e fuga do local do acidente, pelo 31º DP e é investigado pelo 30º DP, responsável pela área. Apenas um dos envolvidos no acidente permaneceu no local e realizou o teste do bafômetro que resultou positivo para o consumo de álcool. Diligências estão em andamento visando localizar os demais envolvidos, assim como esclarecer o responsável pelo crime".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.