Adam Holt/Action Images/Reuters
Adam Holt/Action Images/Reuters

Após acusação de bullying, Bellamy se afasta de cargo na base do Cardiff

Ex-jogador diz que está 'entristecido' e que se afastou temporariamente para 'cooperar plenamente com o inquérito do clube'

Redação, Estadão Conteúdo

03 de janeiro de 2019 | 16h26

O ex-jogador Craig Bellamy, que foi capitão da seleção de País de Gales, anunciou nesta quinta-feira seu afastamento do cargo de treinador da equipe sub-18 do Cardiff. O motivo é a investigação de bullying a que está sendo submetido.

O jornal Daily Mail relatou esta semana que os pais de um jovem jogador reclamou com a diretoria do Cardiff sobre o comportamento de Bellamy em relação ao seu filho, que deixou o clube.

Bellamy, de 39 anos, diz que está "entristecido tanto pelas alegações quanto pela maneira como elas foram feitas". "Eu refuto categoricamente. Eu me retiro temporariamente da posição de treinador, a fim de cooperar plenamente com o inquérito do clube", disse.

Bellamy marcou 19 gols em 78 partidas pela seleção de País de Gales e também teve sucesso ao atuar pelo Liverpool, Manchester City e Newcastle. Ele terminou sua carreira em 2014, no Cardiff.

Em 2012, Bellamy fez parte da seleção da Grã-Bretanha que disputou os Jogos Olímpicos de Londres. Jogando em Cardiff, a seleção britânica caiu nas quartas de final para a Coreia do Sul.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
bullying

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.