Site Oficial/Orlando City
Site Oficial/Orlando City

Após adeus ao Orlando City com goleada, Kaká exalta papel beneficente de amistoso

Clube americano foi o quarto da carreira do craque, que também vestiu as camisas de São Paulo, Milan e Real Madrid

Estadão Conteúdo

05 Novembro 2017 | 14h02

Em partida encerrada no início da madrugada deste domingo (pelo horário de Brasília), Kaká deu adeus ao Orlando City com uma goleada por 6 a 1 sobre Porto Rico, em Orlando, onde pôde se despedir dos torcedores do clube de forma positiva após três anos defendendo a equipe norte-americana.

São Paulo planeja conversar com Kaká ainda neste ano

Na partida, o brasileiro foi o autor da assistência que resultou no gol de Dom Dwyer aos 39 minutos do primeiro tempo, quando o seu time perdia por 1 a 0. Na etapa final, com mais cinco gols, a equipe da casa conquistou o placar elástico.

Grande astro da noite, Kaká foi substituído por Tony Rocha aos 20 minutos do segundo tempo, quando foi aplaudido de forma efusiva pelos torcedores do Orlando City. Ovacionado, o astro se emocionou ao deixar o campo. Após o confronto, Kaká comemorou o papel beneficente do amistoso, cuja renda será revertida em prol das vítimas de furacões que assolaram Porto Rico recentemente.

"Para mim, pessoalmente, jogar esta partida foi incrível pela causa envolvendo Porto Rica", ressaltou o jogador de 35 anos de idade. "Eu acho que todos gostaram do jogo. Foi divertido. Mas não é apenas sobre o jogo de futebol. É sobre pessoas naquele país que precisam da nossa ajuda agora. Nós tentamos fazer o nosso melhor esta noite para ajudar as pessoas e esse país que realmente precisa de nós. Gostei do jogo, foi divertido, ganhamos, e uma parte disso foi o meu último jogo aqui neste estádio com este time, este clube", ressaltou Kaká, em entrevista coletiva.

O Orlando City foi o quarto clube da carreira do craque, que também vestiu as camisas de São Paulo, Milan e Real Madrid. O clube do Morumbi, inclusive, já confirmou que fará proposta para voltar a contar com o jogador em 2018.

Mais conteúdo sobre:
Kaká Orlando City

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.