Phil Noble/Reuters
Phil Noble/Reuters

Após adiamento, Manchester United e Liverpool vão se enfrentar no próximo dia 13

Clássico teve data alterada após fãs do time de Manchester invadirem Old Trafford em protesto contra os donos do clube

Redação, Estadão Conteúdo

05 de maio de 2021 | 16h53

O jogo entre Manchester United e Liverpool será disputado dia 13, após ter sido adiado no domingo por causa de protestos dos torcedores do United em Old Trafford. Com isso, o time da casa vai disputar três do Campeonato Inglês em cinco dias.

Segundo colocado na competição nacional, 13 pontos atrás do Manchester City, o United vai enfrentar o Aston Villa (fora) no próximo domingo, depois terá o Leicester (em casa) na terça-feira e dois dias depois o clássico com o Liverpool.

Centenas de torcedores se reuniram na porta do Old Trafford no domingo antes do início de Manchester United x Liverpool, depois conseguiram vencer a barreira policial e invadiram o gramado do estádio. Eles exibiram faixas e cartazes pedindo a saída da família Glazer do comando da equipe de Manchester. Os fãs chegaram até a subir nas traves e tiraram fotos no campo.

As manifestações contra Joel e Avram Glazer são antigas e ocorrem desde a década passada. Os torcedores reprovam a maneira como a família vem administrando o clube. Eles herdaram a propriedade do United de seu pai, Malcom, empresário norte-americano que comprou ações de outros empresários no começo do século.

Os irmãos adotaram medidas que irritaram a torcida, especialmente a abertura do capital do Manchester United na bolsa de Nova York. Dessa maneira, viraram rotina nas arquibancadas do Old Trafford protestos com faixas que pedem a saída dos Glazer do comando do clube.

As manifestações haviam esfriado com a eclosão da pandemia do coronavírus desde o início do ano passado. No entanto, o envolvimento do United no projeto fracassado da Superliga Europeia foi determinante para a torcida voltar a expressar seu descontentamento com a gestão atual do clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.