Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Após agressão, Walter anuncia rescisão com Goiás e lamenta 'acidente de trabalho'

Jogador utiliza sua página no Instagram para falar sobre o ocorrido

O Estado de S.Paulo

07 de março de 2017 | 17h14

O atacante Walter confirmou nesta terça-feira sua saída do Goiás. De acordo com uma postagem nas redes sociais, o jogador assinou a rescisão contratual com o clube na noite da última segunda, uma semana e meia após ser acusado de agredir seu colega Matheus durante um treinamento.

No último dia 24, Walter acertou o goleio Matheus, criado nas divisões de base do clube, com uma cotovelada. Após o ocorrido, ele chegou a viajar com o elenco para a partida diante do Rio Verde, pelo Campeonato Goiano, mas antes que o confronto fosse realizado teve seu afastamento decretado pela diretoria.

"Boa tarde, pessoal! Gostaria de me comunicar com os torcedores do Goiás que ontem rescindi meu contrato com o clube. Infelizmente houve um acidente de trabalho que fez com que a direção do clube optasse por rescindir o meu contrato. Estou saindo do clube chateado, pois esse não era o final que eu gostaria. Deus sabe de todas as coisas e tudo é com a permissão dele! Gostaria de agradecer a todos os torcedores que sempre me apoiaram e estiveram do meu lado. Muito obrigado, nação esmeraldina!", escreveu o jogador em sua página no Instagram.

Desde o ocorrido, Walter e a direção do Goiás bateram cabeça. O diretor de futebol Harlei Menezes, ex-goleiro do clube, chegou a dizer que o atacante havia admitido a agressão e afirmado que faria de novo, versão desmentida pelo jogador. Chegou-se a cogitar uma demissão por justa causa, mas as partes entraram em acordo na noite de segunda-feira para uma rescisão amigável.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolWalter

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.