Após Allardyce, Inglaterra conversa com técnico do Hull para assumir a seleção

Apesar de procura, Steve Bruce garante que ainda não recebeu proposta

Estadão Conteúdo

19 de julho de 2016 | 10h07

Se antes a contratação de Sam Allardyce parecia encaminhada, a Associação de Futebol da Inglaterra (FA) agora tem um novo candidato para o cargo de treinador da seleção do país. Nesta terça-feira, o Hull City revelou que dirigentes da entidade têm conversado com seu técnico, Steve Bruce, mas garantiu que ainda não recebeu qualquer proposta oficial.

"O clube pode confirmar que o técnico Steve Bruce tem participado de conversas informais a respeito da vaga na Inglaterra, apesar de nenhuma aproximação oficial ter sido realizada pela FA", informou o Hull em nota no site oficial.

A vaga de técnico da seleção está vaga desde que Roy Hodgson deixou o cargo após a decepcionante eliminação nas oitavas de final da Eurocopa deste ano para a Islândia. Desde então, o nome de Sam Allardyce aparecia como grande favorito para assumir o comando.

Na semana passada, Allardyce foi procurado pela FA, pediu a seu clube, o Sunderland, liberação para negociar e foi atendido. De lá para cá, no entanto, as negociações parecem ter esfriado, o que teria feito os dirigentes da entidade se movimentarem na busca por outro possível candidato.

Agora, este nome é Steve Bruce. O treinador está no comando do Hull City há quatro anos e o levou à primeira divisão do país em 2013. Manteve o cargo mesmo depois do rebaixamento em 2015 e deu a volta por cima como retorno à elite na última temporada. Ele ainda acumula passagens por clubes como Sunderland, Wigan, Birmingham e Crystal Palace.

Se mostrou compreensão com o interesse de Bruce em comandar a seleção nacional, o Hull City só pediu que a situação seja definida rapidamente. "Nós esperamos que a FA conclua o negócio rapidamente, para evitar maiores especulações a respeito de Steve diante de uma temporada de grande importância para o clube após o retorno à primeira divisão."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.