Marcelo Cortes/Flamengo
Marcelo Cortes/Flamengo

Após ano brilhante, titulares do Flamengo estreiam em 2020 contra o Resende

Grupo principal e até mesmo o técnico Jorge Jesus ficaram de fora dos primeiros jogos da Taça Guanabara

Redação, Estadão Conteúdo

03 de fevereiro de 2020 | 08h42

A torcida do Flamengo finalmente vai matar as saudades da equipe campeã brasileira e da Copa Libertadores em 2019. Após ser representado nas quatro primeiras rodadas da Taça Guanabara por uma equipe de garotos, o clube vai promover nesta segunda-feira, às 20 horas, no Maracanã, a estreia de seus titulares no Campeonato Carioca contra o Resende.

Jorge Jesus, que também não participou dos jogos do Estadual até agora, vai usar a partida desta segunda-feira e o duelo contra o Madureira, no próximo sábado, como preparação para a disputa da Supercopa do Brasil, no dia 16, contra o Athletico-PR, em Brasília. Por isso, vai escalar o que tem de melhor, e o que ele conta nas mãos é algo realmente muito bom.

Além de quase todos os titulares do time que encantou o país no ano passado, o português também poderá usar contra o Resende cinco jogadores contratados recentemente pelo Flamengo: o zagueiro Gustavo Henrique, o volante Thiago Maia e os atacantes Pedro, Michael e Pedro Rocha. Apenas o zagueiro Léo Pereira, que chegou do Athletico-PR, não tem condições legais de jogo.

Apesar de tantas caras novas, o torcedor flamenguista só deverá ver novidades no time titular contra o Resende na defesa. Isso porque Pablo Marí foi vendido ao Arsenal, da Inglaterra, e Rodrigo Caio ficará fora do jogo por causa de um corte no joelho direito. Assim, Jorge Jesus deverá escalar Gustavo Henrique ao lado de Thuler, que foi reserva na temporada de 2019.

A partida desta segunda será uma espécie de reestreia para Gabriel, que, após uma longa e cansativa negociação, finalmente foi contratado de maneira definitiva pelo Flamengo - no ano passado, ele atuou no clube na condição de emprestado pela Inter de Milão. Embora não tenha feito uma pré-temporada ideal, o goleador garante que está pronto para jogar.

"Eu me cuidei bastante nas férias. Perdi só dois treinos, nada demais. Já me sinto muito bem, apto para jogar. Obviamente quem manda é o mister (Jorge Jesus). Se for a opção, vou ficar muito feliz. Estou ansioso para vestir a camisa e entrar no Maracanã", disse o atacante, que nesta noite vai usar a camisa 24 em uma campanha contra a homofobia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.